Agronegócio

26/05/2017 18:57 www.youtube.com

Café clonal é destaque no Seminário Rural de Buritis

A produção de café é um dos destaques do Seminário Rural realizado pelo Sebrae e a Superintendência de Desenvolvimento de Rondônia (Suder) no município de Buritis. A inicitiva conjunta foi realizada através do Convênio 44/PGE/2016. O evento começou na quarta-feira (24) e termina nesta sexta-feira (26).

O local escolhido para a realização do seminário, uma chácara a menos de 1 km do centro da cidade, abriga uma área experimental de produção de café clonal – esta é uma técnica realizada a partir de plantas geneticamente mais produtivas.

Produtores rurais, como o Antônio Rodrigues Vilarin, puderam conhecer de perto as técnicas de produção que fazem com que a produtividade café volte a ser bastante rentável. “Tô vendo que se a gente fizer as coisas direitinho, a gente pode ter bons resultados”, argumenta.

O Agente de Desenvolvimento do Sebrae em Buritis, Cicero André, explica que não basta saber cultivar a terra. Ele explica que é preciso conhecer também as técnicas de gestão de negócios para se dar bem na lavoura. “O produtor rural precisa ficar de olho na hora da compra e com os gastos que ele teve durante o período de produção. Ele precisa ter tudo sempre anotado para saber qual está sendo o seu lucro e onde ele pode melhorar”, avalia.

O engenheiro agrônomo Helton Vagno da Silva Souza explicou que o café clonal além de ser mais produtivo também é precoce, ou seja, passa a produzir com menos tempo. “Com um ano o café clonal já começa a produzir, mas é a partir do segundo ano que a safra pode ser considerada completa, enquanto que o café tradicional só começa a produzir com três anos”, lembra. 

Com o café clonal em alta, os produtores rurais puderam conversar com especialistas e ainda ver na prática o desenvolvimento de uma lavoura. Tudo isso foi possível no Seminário Rural realizado em Buritis.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo