Justiça

Rádio Pirata 14/04/2019 09:18 Folha do Sul On Line

Radialista explica condenação e diz que irá contestar mandado de prisão porque crime está prescrito

Mauro Fonseca disse que advogada já entrou com pedido, crime teria ocorrido em 2007 por exploração de emissora de rádio não documentada...

Por telefone, o radialista Mauro Fonseca, contra quem foi cumprido um mandado de prisão, na manhã de hoje, comentou o caso e disse que o crime atribuído a ele (exploração de emissora de rádio não documentada), já está prescrito.

O comunicador explicou que o caso é de 2007 e aconteceu em Alto Paraíso, com o processo correndo na comarca de Ariquemes.
Fonseca, que atua na imprensa de Vilhena, disse que vai continuar trabalhando, enquanto tenta derrubar, na justiça, as restrições impostas a ele.

O mandado foi expedido porque o comunicador não se manifestou no curso do processo e acabou sendo condenado à revelia.

Através de mensagens no WhatsApp, Mauro informou: “Vou contestar o mandado, porque o crime tá prescrito desde 2017. Minha advogada já entrou com pedido”.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo