Mundo

09/04/2017 13:27 www.youtube.com

Explosões em duas igrejas cristãs no Egito deixam dezenas de mortos

Número de mortos chega a 43, somadas as vítimas dos ataques ao templo de Tanta e ao de Alexandria. Estado Islâmico reivindicou os atentados.

Explosões em duas igrejas cristãs coptas no Egito deixaram ao menos 43 mortos e mais de uma centena de feridos neste domingo (9), segundo um comunicado do ministério egípcio da Saúde. O primeiro alvo foi um templo em Tanta, a quinta maior cidade do país, seguido de um ataque em Alexandria, a segunda mais populosa cidade egípcia.

Inicialmente, a TV local informava que nenhuma organização havia assumido os ataques. O grupo radical Estado Islâmico, no entanto, reivindicou o atentado, por meio de sua agência de notícia, a Amaq.

Assim como no restante do mundo, os cristãos do Egito celebravam o Domingo de Ramos, que marca o início da Semana Santa.

A explosão em Alexandria, no norte do país, aconteceu na igreja de São Marcos, informou a televisão estatal do país árabe, que não ofereceu mais detalhes sobre o ocorrido. Pela manhã e antes do incidente, o papa copta Teodoro II esteve no lugar para a celebração do Domingo de Ramos, informou a Igreja Copta do Egito.

Ao menos 16 pessoas morreram e 41 ficaram feridas, segundo um novo balanço do ministério da Saúde.

Assim como no restante do mundo, os cristãos do Egito celebravam o Domingo de Ramos, que marca o início da Semana Santa.

A explosão em Alexandria, no norte do país, aconteceu na igreja de São Marcos, informou a televisão estatal do país árabe, que não ofereceu mais detalhes sobre o ocorrido. Pela manhã e antes do incidente, o papa copta Teodoro II esteve no lugar para a celebração do Domingo de Ramos, informou a Igreja Copta do Egito.

Ao menos 16 pessoas morreram e 41 ficaram feridas, segundo um novo balanço do ministério da Saúde.

Visita do Papa

Os ataques deste domingo acontecem 20 dias antes da visita do Papa Francisco, que planeja ir ao Egito nos dias 28 e 29 deste mês, em sua primeira viagem ao Oriente Médio.

O pontífice manifestou neste domingo seu pesar aos familiares das vítimas, aos feridos e à população egípcia momentos antes de rezar o Ângelus na Praça de São Pedro do Vaticano. "Ao meu querido irmão, Teodoro II, à Igreja Copta e a toda a querida nação egípcia, expresso meu profundo pesar", disse Francisco, durante a tradicional comemoração litúrgica do Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor, com a qual deu início aos ritos da Semana Santa.

O que é a Igreja Copta

Menos conhecida no Brasil, a Igreja Copta é uma das primeiras da história do Cristianismo. Ela nasceu algumas décadas depois da crucificação de Jesus Cristo quando, segundo a tradição, o apóstolo Marcos saiu da Terra Santa e foi fundar a Igreja de Alexandria no Egito. As igrejas caminharam juntas até o ano de 451, quando os coptas se separaram dos outros cristãos por conta de uma discussão sobre a natureza de Jesus.

A discussão teológica deixou de ser motivo para desavenças e hoje os coptas, os ortodoxos e os católicos são bastante parecidos na fé. Os coptas não acreditam em purgatório, dizem que as almas das pessoas mortas vão direto para o céu, ou para o inferno. A missa copta é rezada em árabe e em uma língua copta milenar.

 (Foto: Editoria de Arte/G1)

Por G1


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo