Policia

Porto Velho 11/11/2017 09:30 Rondônia ao vivo

Homem que matou e jogou corpo do namorado é condenado por latrocínio

O juízo da 3ª Vara Criminal de Porto Velho condenou a 21 anos de prisão no regime fechado, o desempregado Dener Mendonça Soriano, 21, acusado de ter assassinado o namorado Miguel Angelo Ribeiro Borges e jogar o corpo em um poço da residência da vítima no bairro Socialista, zona leste de Porto velho.
 
O crime aconteceu no final do mês de setembro, após uma diiscussão do ´casal´ e só foi descoberto porque um vizinho da vítima achou estranho a movimentação na casa e a mudança repentina dos móveis pelo assassino para outra residência. Dener foi preso dois dias depois pela polícia e confessou o crime. A vítima teve o pescoço cortado por um abridor de latas.
 
Quando foi preso, Dener estava de casa nova com outro amante e levou consigo alguns móveis e eletrodoméstico da vítima, isso caracterizou o crime de assalto seguido de assassinato (latrocínio). Dener está preso desde que foi detido pela Polícia e continuará preso até que tenha direito á progressão de regime. A condenação foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da Justiça. 
CASO

O corpo de Miguel Ângelo Ribeiro Borges, 41 anos, foi encontrado na noite desta sexta-feira (29) com duas perfurações no pescoço e dentro do poço da residência onde morava, na Rua Japurá com Alto do Bronze, assentamento Rosalina Carvalho, bairro Socialista, zona Leste de Porto Velho. O suspeito do crime, um jovem de 20 anos, namorado da vítima, foi preso e levado para a Central de Flagrantes. 

Conforme informações da polícia, familiares preocupados que Miguel não tinha ido trabalhar foram até a residência dele e logo perceberam que móveis e eletrodomésticos haviam sido roubados. Imediatamente, a Polícia Militar foi acionada. Buscas foram feitas pelo quintal e o corpo encontrado dentro do poço.

Familiares apontaram o suspeito como sendo o último a ser visto com com a vítima. Os policiais  fizeram diligências e localizaram ele em uma vila de apartamentos na Avenida Rio de Janeiro, no bairro Agenor Martins de Carvalho. O jovem  levou a guarnição onde estavam os objetos da vítima, em uma residência no bairro Nova Porto Velho. O suspeito, que foi identificado como Dener M. S., inicialmente negou o crime, porém, logo depois confessou que durante uma discussão desferiu dois golpes de faca no pescoço da vítima e ocultou o cadáver no poço, jogando inclusive alguns objetos por cima para dificultar a localização. Dener teve de ser retirado às pressas do local, pois populares queriam fazer Justiça com as próprias mãos. 


Sulenorte530f5faaa10d5 26904052 1401088410020007 3468956295198393236 n 19944622 1768075189889160 2633147811106186329 o
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo