Policia

Porto Velho 11/11/2017 09:35 Fonte: Rondoniaovivo

Membros do CV matam comparsa, queimam corpo e enviam vídeo à família

Agentes da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV), elucidaram na manhã desta sexta-feira (10) um crime bárbaro praticado com requintes de crueldade. Orenildo R. L., 27, foi preso acusado de matar a facadas, queimar e ocultar o corpo de Jamisson de Oliveira Alencar, 22. A execução aconteceu na noite do último feriado de finados (02), em um lago na Estrada do Anel Viário, próximo à Estrada da Penal, zona rural de Porto Velho.
 
A polícia chegou até o suspeito após receber um vídeo gravado no momento da morte da vítima. As imagens foram enviadas para amigos e familiares de Jamisson. Orenildo foi preso na residência onde mora, no bairro Lagoinha, zona Leste da capital.
 
Para a polícia, o suspeito contou que a vítima tinha dado 'sumiço' - vendido, um revólver calibre 38 pertencente a facção criminosa denominada como Comando Vermelho (CV) a qual vítima e acusados seriam integrantes.
 
Orenildo informou que no dia do crime convidou a vítima  com o pretexto de cometer um suposto assalto numa propriedade rural juntamente com um comparsa conhecido como 'Neguinho'. Os três se deslocaram em bicicletas até a região. A vítima foi morta à  beira da estrada, depois levada para dentro da mata e  carbonizada. Em seguida, a dupla colocou pedras ao corpo e jogou em um lago para que afundasse.
 
Todo o crime foi filmado pelo vulgo Neguinho e as imagens enviadas para outros membros do Comando Vermelho presos na penitenciária Urso Branco e,  também para familiares da vítima. Orenildo confessou ter sido o autor das facadas e o comparsa teria ajudado na ocultação do cadáver. As investigações continuam em busca de prender Neguinho. Os restos mortais de Jamisson foram removidos ao IML.
 
 

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo