Policia

Rondônia 05/07/2018 10:09 G1

Jovem é preso com mais de R$ 1,5 mil em notas falsas e diz que as comprou na internet

Infrator de 20 anos tentou pagar lanche com nota falsa de R$ 50 e recebeu voz de prisão em Buritis (RO). Na casa do rapaz, PM achou 25 notas falsas de R$ 50 e 15 notas de R$ 20.

Um jovem de 20 anos foi preso em flagrante na noite de terça-feira (3) com mais de R$ 1,5 mil em notas falsas, em Buritis (RO). Conforme a Polícia Militar (PM), após tentar pagar um lanche com uma nota falsa na casa de um amigo, o restante do dinheiro foi encontrado na residência do infrator. O rapaz confessou aos policiais que comprou as cédulas pela internet.

De acordo com as informações do boletim de ocorrência, uma mulher de 30 anos acionou a polícia por volta das 21h15, e informou que horas antes, um suspeito havia pago um lanche ao irmão dela com uma nota falsa. A mesma pessoa havia ligado novamente para entregar outro lanche em uma residência diferente.

Os policiais acompanharam o irmão da vítima até o imóvel, onde o suspeito efetuou o pagamento com uma nota falsa de R$ 50, e recebeu voz de prisão.

Na abordagem, outro entregador chegou no local para entregar lanche e ele foi questionado sobre a origem do dinheiro, mas ele disse aos militares que não sabia que as notas eram falsas.

Mas ao verificar a carteira do infrator, a PM encontrou duas notas falsas, sendo uma de R$ 50 e outra de R$ 20. No questionamento, o jovem disse que havia mais cédulas falsas na residência onde mora, no Setor 2, e ele foi levado no local.

Durante as buscas, os militares encontraram 25 notas falsas de R$ 50 e 15 notas falsas de R$ 20, totalizando R$ 1.550, que estavam escondidas em baixo de uma botija de gás.

Segundo a PM, a quantia de R$ 497 em notas verdadeiras também foram encontradas na casa, e a suspeita é que o infrator tenha recebido o valor como troco por compras efetuadas com o dinheiro falso.

Ao ser levado até a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Buritis para o registro da ocorrência, o jovem confessou que comprou o dinheiro na internet e o pacote com as cédulas foi entregue na própria residência pelos Correios. A Polícia Civil do município investiga o caso.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo