Ariquemes (RO), 18 de agosto de 2019

Policia

Rondônia 12/02/2019 11:24 G1 | Postado por Izabella Coelho - DRT 1587/RO

Briga em bar termina com uma pessoa baleada e outra ferida na cabeça em Brasilândia D>Oeste

Vítima, de 48 anos, foi atingida com um tiro no braço esquerdo. Suspeito se entregou a Polícia Militar (PM) logo após o crime.

Uma briga em um bar da área rural de Nova Brasilândia D’Oeste (RO), município da Zona da Mata, terminou com uma baleada e outra ferida na cabeça. A vítima, de 48 anos, foi atingida com um tiro no braço esquerdo, após ter agredido o suspeito com socos e uma paulada na cabeça, utilizando um taco de sinuca. O caso aconteceu no último fim de semana.

A vítima baleada foi socorrida ao hospital municipal e o suspeito se entregou a Polícia Militar (PM) logo após o crime.

Quando os policiais estavam se deslocando ao local do crime, foram solicitados por uma testemunha que a acompanhasse, pois estava levando a vítima ferida até o hospital municipal de São Miguel do Guaporé (RO).

Neste momento, a equipe policial se dividiu, sendo que um grupo foi prestar socorro à vítima e a outro seguiu ao bar onde tudo aconteceu.

Já no estabelecimento, testemunhas contaram à guarnição que estavam no local junto com outras pessoas, quando o suspeito chegou e pediu uma bebida ao dono do comércio. Logo em seguida, iniciaram uma discussão. Com isso, a vítima "tomou as dores" do dono do bar e se envolveu no caso.

O pai da vítima também se envolveu, segurando o suspeito pelo pescoço. Com o homem rendido, a vítima o atingiu com um soco na face e desferiu uma paulada na cabeça dele com um taco de sinuca.

Depois, o suspeito sacou um revólver e disparou três vezes em direção a vítima. Em seguida, fugiu a pé, deixando o carro no local.

O suposto autor do crime, que é morador de São Miguel do Guaporé, se entregou aos policiais da cidade de forma espontânea. Em seguida, foi apresentado na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Nova Brasilândia.

Ele confirmou a história e disse que sua arma se tratava de um revólver calibre 38, com três munições.

O suspeito disse ainda que não sabia onde estava o revólver, pois informou ter perdido durante a fuga. Ele tinha um corte na cabeça. A perícia criminal não foi chamada, já que a cena do crime foi mexida.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo