Policia

Rondônia 12/03/2019 09:55 G1 | Postado por Izabella Coelho - DRT 1587/RO

Polícia Federal faz operação contra desvios de recursos no Conselho de Odontologia

Ex-diretores do conselho são suspeitos de saques indevidos e fraudes no pagamento de diárias. São cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Porto Velho e Cacoal (RO).

Nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (12), a Polícia Federal (PF) deflagrou a "Operação Diarista", com objetivo apurar o desvio de recursos no Conselho Regional de Odontologia em Rondônia (CRO-RO). São cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Porto Velho e Cacoal (RO), na Zona da Mata.

Segundo a PF, as investigações começaram com uma denúncia protocolada pela atual gestão do CRO, após a identificação de fraudes no pagamento de diárias fictícias aos dirigentes e saques indevidos pela gerente executiva do conselho, em valores passam de R$ 1.500.000 ao longo dos últimos quatro anos.

O dinheiro desviado pelos ex-dirigentes, era obtido por meio das contribuições pagas pelos profissionais da área odontológica vinculados ao próprio CRO.

Ainda de acordo com informações da Polícia Federal, em 2018, o então presidente teria recebido cerca de 500 diárias, superando o número de dias do calendário, causando prejuízo estimado em mais de R$ 350.000.

Além dos sete mandados de busca e apreensão cumpridos em Porto Velho e Cacoal, estão previstos o sequestro de bens dos investigados, visando o ressarcimento ao Conselho Regional de Odontologia e também a identificação do destino dos valores desviados.

Os ex-diretores do Conselho podem responder pelos crimes de peculato, associação criminosa e falsidade ideológica, com penas que, se somadas, podem chegar a 20 anos de reclusão.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo