Política

12/09/2017 20:47

Comissão de saúde recebe doentes renais crônicos para ouvir demandas

Com o comando da reunião do vice-presidente da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social (Cspas), deputado Dr. Neidson (PMN), a reunião desta terça-feira (12) no Plenarinho da Assembleia Legislativa, recebeu representantes da Associação dos Renais Crônicos e Transplantados de Rondônia para ouvir suas demandas.
O deputado Dr. Neidson (PMN) abriu a reunião explanando os tópicos sobre as reivindicações dos doentes renais crônicos.
O presidente da Associação dos Renais Crônicos, Jonas Cavalcante, falou dos problemas dos pacientes, que sofrem com a doença e disse que faltam campanhas de esclarecimentos sobre a doença e para a doação de órgãos.
O deputado Geraldo da Rondônia (PSC) disse que, após ser procurado pela associação, se sensibilizou a causa até por ter um irmão que foi transplantado. E que a situação dos renais crônicos especialmente de Guajará-Mirim são os que mais sofrem pela distância que tem de percorrer, pela falta de alimentação e desgaste físico e psicológico.
A deputada Rosangela Donadon salientou que em Vilhena, felizmente, o serviço de atendimento de hemodiálise já está presente e se colocou à disposição para auxiliar.


Jonas também afirmou que o aporte nutricional aos pacientes é de responsabilidade das clínicas, mas que não está sendo feita a contento. “Pão com manteiga não é uma alimentação balanceada”, afirmou. 
O presidente da associação pede também uma Casa de Apoio aos renais crônicos para receber os pacientes que vem do interior para o transplante ou tratamento. Querem um terreno para construção ou o aluguel de uma casa e campanha de conscientização para a doação de órgãos.


Dr. Neidson disse que quanto a Doação de órgãos já preparou anteprojeto de lei para que as famílias doadoras de órgãos de parente que tenha sofrido morte cerebral e doem os órgãos, não paguem por serviços funerários.
Jonas falou que desde a criação da central de transplantes em Rondônia, 59 pacientes já foram transplantados e pediu celeridade nas ações, pois as pessoas estão morrendo.


Outro ponto abordado é a questão do transporte em Porto Velho, que a prefeitura não banca mais para os renais crônicos desde que o SIM assumiu, enquanto que em outros Estados o sistema funciona. Vários pacientes foram maltratados pelos motoristas.


Só na Bença (PMDB) relatou o acompanhamento dos doentes crônicos em todo o Estado e está disponível para auxiliar nas questões levantadas.


Ao final o deputado Dr. Neidson encaminhou propostas que foram aprovadas pelos demais, como a realização de audiência pública para instalação de clínica de hemodiálise em Guajará-Mirim, a convocação do secretário de Saúde do município, vereadores, Comissão de Saúde Municipal; esclarecimentos sobre a complementação alimentar e que doará, através de emenda para o próximo ano, o veículo para o transporte dos renais crônicos na capital.

 

ALE/RO - DECOM – Geovani Berno


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo