Política

Rondônia 06/03/2018 19:53 Da assessoria

Daniel diz que não entende o que aconteceu com governador: “Ele queria indicar meu vice”

Em entrevista na noite desta segunda-feira (5) na TV Gazeta, o vice-governador do Estado, Daniel Pereira (PSB) disse que foi surpreendido com as informações que o governador Confúcio Moura (MDB) havia desistido de concorrer ao Senado. Maiores surpresas, afirmou, foram as exonerações de Mauro Ronaldo Flores Corrêa do Comando da PM e Josafá Marreiros do DER, nomes indicados pelo vice-governador. Ele condenou a forma como ocorreram as demissões de homens públicos respeitados e da forma como ocorreram, sem ao menos serem informados previamente. “Ele me chamou para fazer a transição com ele e assim foi feito, não sei o que houve depois”.

Ao mesmo tempo em que se disse surpreso, Daniel Pereira disse na entrevista ao jornalista Arimar Souza de Sá que nas próximas horas o Estado vai saber a verdade, “da maneira como se faz política aqui”, deixando em suspense. Depois falou de um áudio envolvendo dois deputados em supostas pressões contra o governador. “Você ameaçar de fazer CPI para tirar proveito eleitoral é inaceitável”.

O vice-governador explicou que tudo estava tranquilo entre ele e Confúcio, tanto que na última quarta-feira teve um encontro com o governante e ele anunciou que sairia do cargo no dia 12 de março, pediu que Daniel concorresse ao Governo e indicou o secretário da Fazenda, Wagner Garcia como vice. “Eu disse que tinha um compromisso com o Acir e que iria cumprir”.

Daniel também afirmou que não há explicação lógica para o que aconteceu e lamentou que o governador não teve capacidade de resistir a alguns fatos.

 


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo