Política

Rondônia 24/04/2018 15:29 Da assessoria

Comissão da ALE contribui para a recuperação de mais de R$ 270 milhões aos cofres do Estado

Em acordo com a Sefin, JBS pagará o valor em 120 parcelas de aproximadamente R$ 3 milhões

Mais de R$ 270 milhões. Esse é o valor que, segundo relatório da Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), será devolvido aos cofres do Estado, após acordo com a empresa JBS S/A. O acordo foi o desfecho dos trabalhos de fiscalização da Comissão Temporária Especial formada para verificar in loco e colher subsídios sobre o funcionamento da CPI da Friboi instalada na Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso.

O presidente da Comissão, Hermínio Coelho (PCdoB), o relator, Jesuíno Boabaid (PMN) e o membro, Anderson do Singeperon (Pros) divulgaram os valores na reunião desta segunda-feira (23), no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

 

Os mais de R$ 270 milhões correspondem ao ressarcimento de prejuízos causados pela JBS por não cumprimento de acordos para recebimentos de incentivos fiscais. Após analisarem o funcionamento da CPI instalada pela Assembleia Legislativa do Mato Grosso, os deputados iniciaram uma intensa fiscalização na JBS de Rondônia e constaram as irregularidades cometidas pela empresa frigorífica.

 

"Todos os autos de infração aplicados pela Sefin contra a JBS são de 2017, ou seja, após a criação desta Comissão que cobrou do Estado uma ação rigorosa para que esses valores voltassem aos cofres públicos. Valores estes que poderão ser investidos em segurança, educação, saúde, em benefícios a favor da nossa população", declarou Jesuíno Boabaid que parabenizou o presidente Hermínio Coelho pela condução dos trabalhos.

 

Anderson do Singeperon destacou que o objetivo da Comissão foi de promover um trabalho minucioso de fiscalização e que isso ocorre quando um deputado exerce de fato o seu papel. Para o parlamentar, a Sefin realmente passou a autuar a JBS por cobrança dos deputados e reforçou o papel fundamental da Comissão para recuperar recursos para os cofres do Estado.

 

"Espero que esse recurso seja muito bem investido pelo governador Daniel Pereira (PSB). É um valor muito expressivo e que pode colaborar com muitos setores do nosso Estado, que necessitam de investimentos", enfatizou Anderson.

 

O presidente Hermínio Coelho concordou com os colegas que definiram o acordo fechado entre o governo e a empresa JBS como histórico e disse que a Assembleia Legislativa sempre foi alvo de críticas quando o assunto era estourar o orçamento. Segundo o deputado, a conquista merece ampla divulgação para que a população tome conhecimento dos trabalhos de resultados da atual legislatura.

 

"Recuperar recurso é algo realmente inédito. O trabalho da Comissão é um exemplo de como nós parlamentares podemos contribuir com o Estado no que se refere a buscar recursos. Esse é o caminho, fiscalizar, cobrar, autuar, trabalhar em conjunto em benefício do nosso povo. O trabalho da Comissão está de parabéns, mas agradeço também a boa vontade da equipe da Sefin que sempre atendeu nossas cobranças e conseguiu um acordo em tempo hábil", declarou Hermínio.

 

Jesuíno Boabaid sugeriu que, após o fechamento do relatório final da Comissão, os deputados abram uma nova temporária para que outras empresas que recebam incentivo fiscal em Rondônia, também sejam fiscalizadas.

 

O parlamentar solicitou, ainda, que um requerimento seja encaminhado a Sefin para que o órgão informe aos deputados a relação de todas as empresas que são beneficiadas com a isenção fiscal. As duas sugestões foram acatadas pelos demais membros da Comissão. Os deputados ressaltaram que acompanharão os depósitos mensais da empresa JBS ao Estado.


Ff68b8fe 4dd2 4658 a19b 54244f831894 Sulenorte530f5faaa10d5 26195397 398735003923231 7007675031640999292 n 26904052 1401088410020007 3468956295198393236 n 19944622 1768075189889160 2633147811106186329 o
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo