Política

Rondônia 09/05/2018 09:52 Assessoria e Agência Senado

Cassol denuncia irregularidades em licitações na Secretaria de educação de Rondônia

O parlamentar alertou que os procedimentos foram conduzidos por Josiane Beatriz Faustino que, segundo ele, "em 2012, chegou a ser presa em duas operações executadas pelo Ministério Público, Vórtice e Endemia, que apurou fraudes em licitações e corrupção envolvendo servidores e secretários da prefeitura de Porto Velho, além de empresários e laranjas".

Da Tribuna do Senado, o senador Ivo Cassol (Progressitas-RO) fez,  nesta terça-feira (8),  uma denúncia contra procedimentos licitatórios realizados pela Secretária de Educação do Estado de Rondônia em 2017. De acordo com Cassol, o governo de Confúcio Moura realizou duas dispensas de licitações para compra de contêineres que seriam utilizados como salas de aula por alunos dos municípios de Rondônia. O Valor das duas operações chega a mais de R$1 milhão. 

O parlamentar alertou que os procedimentos foram conduzidos por Josiane Beatriz Faustino que, segundo ele,  "em 2012,  chegou a ser presa em duas operações executadas pelo Ministério Público, Vórtice e Endemia, que apurou fraudes em licitações e corrupção envolvendo servidores e secretários da  prefeitura de Porto Velho, além de empresários e laranjas".

“Como pode colocar alunos para estudar dentro de contêineres e ainda com dispensa de licitação para a compra ?. O atual governador Daniel Pereira já suspendeu esses procedimentos. Isso é um caso de polícia. O mínimo que se tem que ter é respeito com dinheiro público. Vou encaminhar essas duas denúncias por escrito ao Ministério Público de Rondônia e solicitar providências”, ressaltou o senador.

Cassol também denunciou que o ex-governador Confúcio Moura gastou mais de R$9 milhões de reais na digitalização de documentos da Secretaria de Educação do Estado. “Pegou carona numa licitação feita em Manaus. Cada papel, cada folha digitalizada custou R$0,39 (trinta e nove centavos) no bolso da população. É preciso que o povo saiba a verdade. Isso é um absurdo”, enfatizou Cassol.  ​

Cassol disse que Daniel Pereira, atual governador de Rondônia, cancelou o pregão eletrônico, no valor de R$ 6 milhões, para contratar empresa fornecedora de contêiners com o objetivo de improvisar salas de aula.

Ele lembrou que a iniciativa da contratação foi do então governador Confúcio Moura, que renunciou ao cargo para concorrer a uma vaga de senador nas eleições deste ano.

O senador afirmou que improvisar salas de aula em contêiners mostra a falta de sensibilidade e de planejamento do antigo governador.

— Não tinham dinheiro para pagar os direitos dos servidores da educação, mas contrataram contêiner para botar alunos dentro da sala de aula.


Ff68b8fe 4dd2 4658 a19b 54244f831894 Sulenorte530f5faaa10d5 26195397 398735003923231 7007675031640999292 n 26904052 1401088410020007 3468956295198393236 n 19944622 1768075189889160 2633147811106186329 o
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo