Regional

Réus 17/12/2018 18:51 MACHADINHO190 / TJRO

Ministério Público de Machadinho ajuizou ação de improbidade administrativa, prefeito e vereador viram réus

Mesmo os vereadores tentando se esquivar da responsabilidade de apurar o caso em que o vereador Clemente e o prefeito Eliomar Patrício foram indiciados pela Polícia Civil, conforme a conclusão do inquérito policial nº 233/2018, o qual ficou conhecido como o “escândalo da patrola“, os referidos eleitos pelo povo não conseguiram se livrar das garras da lei e viraram réus em ação de Improbidade Administrativa interposta pelo Ministério Público de Machadinho.
No dia 22 de outubro de 2018, foi colocado em pauta na Câmara Municipal a votação para abertura de uma Comissão de Procedimento
Administrativo, que se fosse criada, iria apurar os fatos denunciados no inquérito 233/2018, porém a casa de Leis Municipal votou pela não criação da comissão.

Relembre
Consta que de acordo com o processo judicial eletrônico – 1º grau, nº 7002739-48.2018.8.22.0019 do Poder Judiciário de Rondônia, foi ajuizado Ação Civil Pública contra o vereador Clemente e o prefeito o Eliomar Patrício,
e se forem condenados poderão perder seus mandatos.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo