Rondônia

Guajará-Mirim 24/05/2018 10:15 G1

Situação de famílias atingidas pela cheia do Rio Mamoré começa normalizar

Nível atual é de 11,12 metros, cota de segurança é de 11 metros. Algumas ruas que estavam alagadas já podem ser novamente utilizadas por moradores.

O nível do Rio Mamoré está diminuindo e aos poucos a situação dos moradores que moram nas áreas alagadas vai sendo normalizada em Guajará-Mirim e Região (RO).

Nesta quarta-feira (23), a Marinha registrou o nível da água em 11,12 metros, conforme a medição oficial da régua fluviométrica. Além dos Bairros Triângulo e Cristo Rei, várias comunidades ribeirinhas e aldeias indígenas foram afetadas na zona rural.

Algumas ruas, que antes estavam intrafegáveis, já começam a ser utilizadas novamente pelos moradores nas proximidades da margem do Mamoré. A cota de segurança do rio é de 11 metros, a expecativa das autoridades é que nos próximos dias o nível esteja totalmente normalizado.

Os moradores cadastrados pela Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) estão recebendo uma ajuda humanitária enviada pela Defesa Civil Estadual. Fardos de água mineral estão sendo distribuidos para os necessitados.

O coordenador da Defesa Civil Municipal, Marcelo Alves, disse que no total foram 237 famílias diretamente atingidas com a cheia deste ano, quando o nível da água chegou a quase 12 metros, mas que agora a maioria delas já retornou para as residências.

O próximo passo é aguardar a água baixar um pouco mais para que um mutirão de limpeza seja feito nos pontos mais atingidos.

"A água já recuou bastante e aos poucos a situação está se normalizando. Aquela água que ainda ficou é uma água podre, contaminada. O planejamento é fazer uma limpeza em parceria com outros órgãos municipais", declarou Alves.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo