Rondônia

Rondônia 29/10/2018 17:33 Fonte: Assessoria / Vanessa Moura

RO é primeiro estado a assinar protocolo de intenções com o Ministério do Trabalho

Governador Daniel Pereira assina protocolo com intenção de impulsionar qualificação profissional em Rondônia. Do inglês aplicado ao trabalho ao empreendedorismo na pesca, são 25 cursos gratuitos ofertados pelo Ministério do Trabalho (MTb) através da Escola do Trabalhador na modalidade Ensino a Distância (EaD) que agora devem alcançar mais rondonienses através do protocolo de intenções assinado no sábado (27) pelo governador de Rondônia, Daniel Pereira, e o consultor jurídico do MTb, Ricardo Leite. ‘‘Espero que todos nosso estado de Rondônia que tenham necessidade de expandir seus conhecimentos aproveitem essas oportunidades’’, disse o governador.

A medida busca ampliar as políticas públicas de qualificação profissional com a promoção das ações da Escola do Trabalhador. ‘‘Vamos aproveitar essa plataforma de cursos que o Ministério do Trabalho desenvolveu junto com a Universidade de Brasília (UnB), uma instituição de primeira qualidade, para aprimorar a qualificação profissional dos rondonienses através de vários cursos’’, disse o governador. ‘‘É um esforço conjunto do Governo Federal e do Governo do Estado de Rondônia para produzir qualificação porque um trabalhador qualificado tem mais chance de conseguir emprego ou de montar o seu próprio negócio’’, reforça Ricardo Leite.

O protocolo também tem como objetivo impulsionar a proposta de novos cursos direcionados as necessidades econômicas da região. ‘‘Vamos estimulá-los a criar outros cursos que venham ao encontro dos interesses do Estado de Rondônia como por exemplo, na área da produção de café, inseminação artificial, fertilização in vitro assim como levar para essa plataforma algo que já fazemos em Rondônia que é integrar a produção de leite a criação de peixes. A nossa criatividade é o limite para essas possibilidades’’, avalia o governador.

A qualificação profissional também deve chegar até reeducados do sistema prisional de Rondônia e aos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas. ‘‘Para chegar até o sistema penitenciário vai ter todo um esforço especial devido existir limitação em relação ao uso da internet, então isso será planejado pela nossa Secretária de Justiça juntamente com o Ministério Público e juízes das Varas de Execuções Penais. E uma vez tomadas as providências para que as ferramentas de acesso à internet sejam utilizadas de forma adequada esses cursos serão oportunizados aos reeducados e aos adolescentes em conflito com a lei’’, afirma o governador.

Os cursos têm em média duração de 40 horas, são online e gratuitos e sem exigência de grau de escolaridade e nem idade mínima. Para se inscrever basta acessar o endereço da Escola do Trabalhador (http://escola.trabalho.gov.br/) e fornecer o número do CPF e e-mail. De acordo com Ricardo Leite, são mais de 500 mil inscritos em todo o Brasil, sendo aproximadamente 4.500 em Rondônia, onde cerca de mil já receberam certificados.

A mobilização agora é fazer com é expandir a oferta de qualificação. ‘‘Vamos fazer a divulgação chegar a todas as nossas escolas, federações de indústria, comercio, da agricultura e toda entidade existente no Estado para eles conhecerem essas oportunidades’’, disse o governador.
FRENTES DE ENSINO E CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL
A iniciativa vem somar com outras frentes de promoção do ensino e capacitação profissional em Rondônia. De acordo com o governador, o Estado está montando o primeiro Centro de Mídia do Brasil que além de atender as demandas regulares de ensino, também deixará como legado a oportunização de ensino do 6º ao 9º ano e o Ensino Médio a 100% das unidades do Sistema Prisional e de cumprimento das medidas socioeducativas.

‘‘Rondônia será o primeiro estado da federação a universalizar o ensino a todos os nossos reeducandos para que todo aquele que queira ter uma nova oportunidade aproveite esse tempo difícil da vida em que está preso para poder estudar e se qualificar e assim saírem novos homens e comprometidos com os melhores valores da nossa sociedade’’, afirma Daniel.

Outra frente de ensino e capacitação técnica em Rondônia são as oportunidades oferecidas através do Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (Idep) que estará mobilizado na divulgação dos cursos ofertados pela Escola do Trabalhador. ‘‘Os cursos que o Ministério do Trabalho estão oferecendo vem para complementar os cursos que estamos trabalhando através do Idep que são cursos presenciais e esses por serem a distância podem chegar a regiões que não foram atendidas ou mesmo para aperfeiçoar os conhecimentos do público que já trabalhamos’’, disse o presidente do Idep, Miguel Câmara que disse que formará esse ano mais de 3 mil rondonienses.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo