Saúde

Ariquemes 11/09/2017 10:13 Fonte: G1/RO

Casa do Parto Normal incentiva grávidas de Ariquemes ao parto natural

No município, somente 24% das grávidas realizam o parto de forma natural. Unidade terá a capacidade de atender até cinco gestantes simultaneamente.

Com apenas 24% das grávidas optando pelo parto normal em Ariquemes, no Vale do Jamari, o município inaugurou este mês a Casa do Parto Normal com o objetivo de reverter esse quadro.

A unidade vai atender os partos normais foi inaugurada com acompanhamento da Secretaria Municipal de Saúde (Semsau). A Casa do Parto Normal Esmeralda Evangelista da Silva inaugura também com o objetivo de humanizar os partos.

Segundo a coordenadora da unidade, Halina de Oliveira, a Casa realizará o acompanhamento das gestantes do pré-parto até a fase puérpera e o local terá a capacidade de atender até cinco gestantes ao mesmo tempo.

"A proposta da unidade é de que a mãe possa ganhar o beber e permanecer no quarto até a alta, para isso, nós contaremos com uma equipe especializada de enfermeiros, além do apoio de médicos obstetras e pediatras. Nós tivemos a grande preocupação em melhorar a questão do acolhimento e o fator da humanização", comenta.

Os quartos receberam nomes de árvores frutíferas da região amazônica com o intuito de deixar o espaço mais acolhedor. "Assim como a mulher, neste momento tão especial e transformador, quando ela passa a ser mãe, assim também, as árvores frutíferas deixam os seus frutos", explica Halina de Oliveira.

A coordenadora ainda salienta que com a Casa do Parto Natural os acompanhantes serão melhor acolhidos e a possibilidade de ofertar serviços que até o momento não existiam no município.

"A mulher vai ter mais liberdade de escolher a maneira que ela quer ganhar o bebê dela em diferentes posições e ela terá o auxílio de outros instrumentos não farmacológicos. Então, a nossa ideia é de que tudo isso favoreça e aumente também a estatística do município com relação ao parto normal", destaca.

Luciana Aparecida está grávida de três meses e foi até a unidade para saber como será o funcionamento. Ela conta que já foi submetida a um parto cesariano e não indica o procedimento.

"Por já ter passado por uma cesariana, agora eu aproveito e estudo bastante os benefícios de realizar o parto normal, como a possibilidade da criança nascer e poder respirar sozinha. Então agora eu sei que o parto natural é melhor pra mim, para a minha recuperação e para o meu bebê", salienta.

A unidade salienta que se for constatada a possibilidade de que o bebê não nascerá por parto natural, a gestante será encaminhada diretamente à sala de cesariana do Hospital Regional, já que a unidade conta com uma via de acesso direta, integrada ao centro cirúrgico do hospital regional para esses casos específicos.

Casa do Parto Normal

A obra da Casa do Parto Normal Esmeralda Evangelista da Silva começou a ser construída em 2015, com o custo de R$ 580 mil, e teve o auxílio de recursos do Ministério da Saúde e com contra partida do município. Os equipamentos internos da unidade foram adquiridos através de uma emenda parlamentar no valor de R$ 600 mil.

O prédio está localizado nos fundos do Hospital Regional de Ariquemes. Conforme a prefeitura, o nome da unidade foi escolhido para homenagear uma parteira pioneira do município, a qual chegou a conviver com a tribo indígena Arikeme, que deu origem posteriormente ao nome da cidade.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo