Últimas Notícias

22/05/2019 10:16

O >>status do dono de site de notícias>>, eu sou dono de site de noticias

Viver de site de notícias, a ideia insípida que te venderam, a ilusão que tu vives.
Não é tarefa fácil ser dono de site de notícias, e nem é coisa simples se lançar comercialmente no meio jornalístico. A final escrever é dom de Deus e não é coisa para profissionais e amadores. E mesmo que o camarada seja bom em escrever histórias, tem que ser bom em vendas, ter bons relacionamentos no comercio e na política, além de ter um bom trato e boas relações com entidades governamentais como Polícia Militar, Civil e Ministério Público, e em resumo para ser aceito dentro desses meios, o jornalista tem que ser puro, ficha limpa, e principalmente ter um passado limpo.
O que mais eu vejo nessa vida de jornalista, é o camarada, cheio de si mesmo, bom de papo furado, adentrar os meios de comunicação, tentando encontrar caminho para o estrelado no jornalismo. Aí nasce a ideia de que todo jornalista é charlatão, mentiroso e corrupto, simplesmente porque alguns tentaram subir na vida, e se depararam com pessoas que não se enganam facilmente com amadores, como, o comercio, o MP, as polícias; Civis e Militares, e pequenas emissoras de Rádio e Televisão.
Hoje em dia, poucos tem escolhido o curso de jornalismo nas universidades, porque o salário de um jornalista profissional não compensa, e ser youtube é mais fácil para chegar à fama que fazer faculdade de jornalismo e tentar o estrelado como repórter de TV. Esta última opção; sobrou apenas para os que vivem enganados pela ilusão de fama, ou os que a buscam-na a todo custo: E 3% apenas são profissionais verdadeiramente apaixonados por comunicação.
O resultado disso, são faculdades com poucos alunos de jornalismo, e muitos aventureiros no mercado tentando ganhar dinheiro fácil com ‘’Site de Notícias’’: Em Rondônia o Estado provavelmente com o maio número de sites do País, é quase impossível conseguir um patrocínio com valor descente no comercio; devido a salada de baixos preços praticados por donos de sites, que alto se proclamam os donos da audiência. No final, o site foi lançado ontem, e hoje dizem que possuem acessos inacreditáveis, e enganam aos futuros patrocinadores, levando comerciantes á investirem suas verbas em veículos poucos conhecidos e, com pouca credibilidade.
Por isso o aumento no número de sites de notícias, e suas investidas no comercio em busca de patrocinadores, estão cada dia mais tornando insustentável, a permanência dos verdadeiros jornalistas no mercado, tentando fazer um trabalho qualificado e de importância social em Rondônia.
Um site, é um veículo de comunicação, assim como uma emissora de TV e ou Radio, precisa de profissionais envolvidos, precisa de gente que estejam hábitos a encarar a realidade de um jornalismo essencial, imparcial, e pronto para desempenhar um papel em defesa da sociedade; e isso inclui passar noites sem dormir, fins de semana trabalhando, anos sem tirar férias, e tudo isso em favor da melhor história, melhor informação, melhor imagem. E o meio de comunicação, precisa se alto sustentar, um site de notícias, precisa de uma pequena equipe de no mínimo três pessoas, e um faturamento de no mínimo (Dez Mil Reais) para pagar suas despesas mensais; e muitos não estão fazendo essa conta. No entanto eles chegam agora, montam belos sites, saem copiando e colando, e atacam o comercio, destacando-se como jornalistas, donos de sites de notícias, e no final a maioria passa por apertos financeiros, estão endividados e com os sites desatualizados.
Nos dias atuais, dezenas de bons jornalistas e apresentadores, estão sendo despedidos, porque as emissoras de televisão, não conseguem mais pagar seus salários, e eles saem direto para o Youtube e Facebook, em um completo desespero para manter seus nomes em alta e na boca do povo, até que outra oportunidade surja para que retornem as telas. Mas negociar com o comercio para divulgar suas marcas dentro de programas feitos no youtube e face book, não é fácil nem mesmo para o melhor vendedor de comerciais do Estado de Rondônia.
Por esse motivo, bons locutores, jornalistas de primeira da TV Rondoniense, estão abandonando a profissão, e entrando na faculdade de advocacia e medicina, buscando novos rumos, como por exemplo; se preparando para concursos públicos. Ao meu ver, os sites de noticias que estão ficando nas mãos de muitos aventureiros por aí, desmontaram a maioria dos grandes sites de comunicação em maça, e massacram no dia a dia, os que realmente amam o jornalismo e querem sobreviver dele.
Em 22 anos de atuação no Estado de Rondônia, dentro do jornalismo de rádio e televisão, nunca vi a profissão ser valorizada, e temos acompanhado com espanto o grande número de surgimento de sites de notícias nos últimos dois anos. E eu me pergunto aonde isso vai parar? É certo que cada dia mais a prostituição é vista como um câncer se espalhando nas praças de grandes, médias e pequenas cidades de Rondônia.
Eu sou o Maurício Filho e comecei no radio em Rondônia no ano em que o Brasil foi pentacampeão mundial de futebol, ano (2002). Cinco anos antes, eu era locutor de porta de loja nas principais ruas de Ji-Paraná.
Forte abraço
Mauríção do POVO.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo