Polícia Federal deflagra Operação para desarticular facção criminosa em Rondônia

A Polícia Federal, em ação conjunta com o Departamento Penitenciário Federal (DEPEN), deflagrou na manhã desta quarta-feira (16/06/2021) a segunda fase da OPERAÇÃO ÔNIX com o intuito de desmantelar uma organização criminosa responsável pelo atentado contra a vida de servidores públicos federais em Porto Velho/RO.

As investigações tiveram início em junho de 2020 a partir da prisão de 03 (três) indivíduos pela Polícia Militar do Estado de Rondônia logo após atentarem contra a vida de um indivíduo que se passava por Policial Penal Federal na cidade de Porto Velho/RO, a mando de uma facção criminosa estruturada no Estado de São Paulo e cujos líderes se encontram reclusos em Penitenciárias Federais.

Em abril de 2021, após intenso trabalho de monitoramento da Polícia Federal e Departamento Penitenciário Federal, foi deflagrada a primeira fase da OPERAÇÃO ÔNIX, com o cumprimento de 07 (sete) mandados de prisão preventiva e 03 (três) mandados de busca, sendo importante destacar que todos os presos se encontram em unidades do Departamento Penitenciário Federal.

Com a continuidade das investigações, a Justiça Federal de Porto Velho/RO autorizou o cumprimento de buscas em 03 (três) imóveis neste Estado de Rondônia na tentativa de se apreender armas de fogo e documentos pertencentes à facção criminosa.

A operação realizada em conjunto entre a Polícia Federal e o DEPEN representa uma resposta das forças de segurança contra os ataques planejados por facções criminosas no país, buscado responsabilizar todos aqueles que integrem organizações estruturadas para atentados contra o Estado e seus servidores.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários