21.1 C
Ariquemes
sábado, maio 8, 2021
Início Notícias,Destaques principal,Justiça Alexandre de Moraes autoriza senador preso a trabalhar no Congresso durante o...

Alexandre de Moraes autoriza senador preso a trabalhar no Congresso durante o dia

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta quarta-feira (24) o senador Acir Gurgacz (PDT-RO) a trabalhar no Senado durante o dia.

Gurgacz está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, desde a semana passada.

Após a decisão de Moraes, a assessoria do senador divulgou a seguinte nota: “O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) aguarda os trâmites judiciais para retomar suas atividades parlamentares no Senado Federal, exercendo assim o direito ao trabalho externo assegurado pelo regime semiaberto.”

O senador foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão por crimes contra o sistema financeiro e cumpre a pena em regime semiaberto (no qual é possível sair do presídio para trabalhar durante o dia).

“Dessa forma, não vejo óbice para que o sentenciado [Acir Gurgacz] possa realizar os seus trabalhos na Casa Legislativa a que pertence, desde que observados os requisitos que deverão ser previamente estabelecidos pelo Juízo das Execuções, ao qual deleguei a condução da presente execução penal”, decidiu Moraes.

Segundo o Ministério Público, em 2002, quando era diretor de uma empresa de ônibus no Amazonas e em Rondônia, Acir Gurgacz pediu financiamento de R$ 1,5 milhão ao Banco da Amazônia (Basa).

O MP diz que, na operação, houve fraude por parte do senador para obter o empréstimo, além de uso irregular do dinheiro para comprar combustível.

Trabalho externo

Ao analisar a situação do senador, Alexandre de Moraes ressaltou que o STF tem autorizado o trabalho externo aos condenados que cumprem pena no semiaberto.

“Fica, portanto, assegurado o trabalho externo ao sentenciado, a ser exercido no Senado Federal, mediante o cumprimento das condições e horários a serem estabelecidos e fiscalizados pelo Juízo da Execução”, afirmou.

O que diz a defesa do senador

Quando Acir Gurgacz foi condenado, a assessoria de imprensa dele divulgou uma nota na qual afirmou que o senador considerava injusta a decisão.

“Cabe lembrar, que o empréstimo foi feito em 2003, há 15 anos, quando Acir estava afastado das atividades administrativas da empresa, não ocupava nenhum cargo público e assinou o contrato apenas como avalista”, dizia a nota.

Mais Populares

Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço...

Eduardo Costa diz estar sofrendo ameaças após lançar música criticando “Troca de Hospitais por Estádios”

Eduardo Costa está apreensivo. Segundo informações do jornal O Dia, o cantor está recebendo ameaças após lançar a música ‘Cuidado’, que na letra faz...

PM prende ‘Bin Laden’ seminu, após assassinar homem enquanto dormia

Na noite anterior ao crime, a vítima Sidney Marcos da Silva Nogueira, de 41 anos, vulgo “Nei”, e um homem conhecido como “Bin Laden”...

CPI da Pandemia aprovou 101 requerimentos nesta semana

A CPI da Pandemia aprovou 101 requerimentos nesta semana. São 89 pedidos de informações e 12 para a convocação de testemunhas. Na reunião da...
Skip to content