21.1 C
Ariquemes
sábado, maio 8, 2021
Início Geral APÓS PROTESTOS, SEAGRI PROPÕE CRIAR ‘PREÇO DE REFERÊNCIA’ PARA O LEITE EM...

APÓS PROTESTOS, SEAGRI PROPÕE CRIAR ‘PREÇO DE REFERÊNCIA’ PARA O LEITE EM RONDÔNIA

Pecuaristas protestam contra o baixo preço pago pelo leite no estado. Cerca de 40% da classe aderiu a paralisação.

A Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) deve apresentar no dia 22 de abril um “preço de referência” para o leite em Rondônia. A informação foi divulgada na quarta-feira (14) durante reunião promovida pela Associação Rondoniense de Municípios (Arom).

Há um mês, aproximadamente, os produtores de leite se organizaram e mobilizaram uma paralisação. Cerca de 40% da classe parou de entregar o produto às indústrias, exigindo melhores preços.

Durante a reunião, o secretário de Estado da Agricultura, Evandro Padovani, anunciou dois planos para tentar diminuir os efeitos da crise.

A primeira ideia é produzir um relatório com informações técnicas para criar o “preço de referência” para o leite e outra é normatizar regras, prevendo punição para a empresa que descumpri-las.

O relatório será entregue no dia 22 de abril, segundo a Arom. O documento será produzido pela Universidade Federal do Paraná, contratada pelo Conselho Paritário de Produtores e Indústrias de Leite (Conseleite).

“A instituição levou em consideração a variação dos valores dos últimos meses e os custos para manutenção do plantel. Foi evidenciado, durante a reunião, que os laticínios não serão obrigados a pagarem o valor referência, calculado pela Universidade, mas, que ele servirá de parâmetro para futuras discussões sobre pagamento aos produtores”, consta na nota da Arom enviada à imprensa.

Já a segunda ideia é normatizar as regras em uma única portaria, prevendo punição para a empresa que descumprir as normas.

Protestos

Os produtores rurais pedem o reajuste no valor do litro do leite. Em Rondônia os preços variam de acordo com cada laticínio, mas em média o litro custa R$ 1,20. Durante um protesto, um caminhão que transportava leite de propriedades rurais até laticínios, foi parado por manifestantes em União Bandeirantes (RO), distrito de Porto Velho. Cerca de 10 mil litros de leite foram descartados.

O estado tem mais de 28 mil produtores de leite que entregam mais de 1,6 milhão de litros de leite por dia. Rondônia é o maior produtor de leite da Região Norte, e cerca de 40% do setor leiteiro aderiu à paralisação.

Fonte: G1 Rondônia/Alerta Rondônia

Mais Populares

Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço...

Eduardo Costa diz estar sofrendo ameaças após lançar música criticando “Troca de Hospitais por Estádios”

Eduardo Costa está apreensivo. Segundo informações do jornal O Dia, o cantor está recebendo ameaças após lançar a música ‘Cuidado’, que na letra faz...

PM prende ‘Bin Laden’ seminu, após assassinar homem enquanto dormia

Na noite anterior ao crime, a vítima Sidney Marcos da Silva Nogueira, de 41 anos, vulgo “Nei”, e um homem conhecido como “Bin Laden”...

CPI da Pandemia aprovou 101 requerimentos nesta semana

A CPI da Pandemia aprovou 101 requerimentos nesta semana. São 89 pedidos de informações e 12 para a convocação de testemunhas. Na reunião da...
Skip to content