Após três horas de trabalho, corpo é removido de área de mata na Zona Leste

Após três horas de ação desde o acionamento da Polícia Militar, bombeiros do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) retiraram o cadáver de um homem ainda não identificado de uma área de mata situada no bairro Distrito Industrial 2, na Zona Leste de Manaus, na manhã desta terça-feira (29).

Policiais militares da 28ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) afirmaram que foram acionados por volta das 9h. De acordo com o delegado Guilherme Antoniazzi, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), as equipes policiais seguiram indicação de um popular que estava passando próximo ao local onde o corpo estava em uma tentativa de atravessar um atalho para ir ao trabalho. “Ele verificou manchas de sangue na trilha e localizou um pedaço do corpo da vítima que estava aparecendo”, disse.

Conforme Antoniazzi, as equipes verificaram lesões no corpo da vítima e um ferimento grande na cabeça. Ele estava amarrado e há a suspeita de que o homem foi torturado e jogado no local. A equipe policial trabalha com a ideia de que a motivação do crime esteja relacionada com o tráfico de drogas.

“A princípio, não foi localizada lesão por arma de fogo porque ele está muito sujo de barro. Na necropsia isso será verificado”, afirmou.

Não havia documentos de identificação junto ao corpo. As equipes policiais buscarão identificá-lo e verificar se o indivíduo estava sendo ameaçado, bem como a motivação do crime. A estimativa é que o cadáver estava no local há um dia.

O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML).

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários