31.8 C
Ariquemes
quarta-feira, maio 12, 2021
Início Economia EXPORTAÇÕES DE ARROZ EM 2016: VEJA O RESULTADO FINAL DO ANO

EXPORTAÇÕES DE ARROZ EM 2016: VEJA O RESULTADO FINAL DO ANO

O balanço das exportações de arroz do Brasil em 2016 mostra que o país vendeu ao mercado externo 697,9 mil toneladas, ou seja, 27,4% a menos do que no mesmo período de 2015. O resultado tem forte influência da quebra de safra e consequente elevação do preço da matéria-prima. As informações são da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, com análise da Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz).

 

Os já previstos desafios em 2016 resultaram em um grande esforço por parte da indústria para atenuar os impactos da safra menor. O projeto Brazilian Rice, uma iniciativa da Abiarroz e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para estimular as vendas do arroz industrializado do Brasil no Exterior, executou uma série de ações com este objetivo, como explica o gerente do projeto, Gustavo Ludwig. “As empresas apoiadas pelo projeto tiveram resultados positivos em países como os Estados Unidos, um mercado em crescimento e onde tivemos números que contrariaram a curva: fechamos 2016 com 20 mil toneladas, ante 18,3 mil toneladas em 2015”, detalha. Os Estados Unidos, aliás, seguirá sendo destino de ações de promoção comercial e imagem do projeto Brazilian Rice em 2016, assim como o Peru (exportações praticamente estáveis em 2016, apesar da queda de safra), reconhecido por sua exigência na compra de arroz de alta qualidade, e onde o projeto participou da feira Expoalimentaria com 10 empresas, pelo terceiro ano consecutivo.

 

Ludwig sublinha ainda que a participação do valor das exportações do projeto no setor passou de 33,6% (2015) para 57,9% (2016) e houve uma importante diversificação de mercados (a quantidade de destinos passou de 45 em 2015 para 52 em 2016). Outro destaque positivo nas exportações de arroz do Brasil foi a Venezuela, que importou 15,8 mil toneladas em 2016, ante zero em 2015. “As questões de abastecimento do país vizinho criaram um espaço captado pelas empresas brasileiras, podendo haver crescimento de parcerias em 2017”, avalia o gerente.

 

Para 2017, há uma série de ações planejadas pelo Brazilian Rice para a ampliação das exportações de arroz beneficiado brasileiro. Participação em feiras nos Emirados Árabes, Estados Unidos, Peru, Alemanha, Arábia Saudita, rodadas de negócios internacionais, além de visitas técnicas, estão nos planos do projeto.

 

 

Assessoria

Mais Populares

Polícia Federal realiza operação WOOD LAND e desarticula grupo de madeireiros que extraíam madeiras ilegais em terra indígena

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, 11/05/2021, a Operação WOOD LAND, cumprindo mandados nas cidades de Ji-Paraná/RO, Cacoal/RO, Ministro Andreazza/RO e Rondolândia/MT,...

Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço...

PACIENTES PRECISAM SER DESLOCADOS PARA OUTRAS UNIDADES PARA CONSEGUIREM APENAS UM EXAME DE TOMOGRAFIA

Meus amigos, após denúncias, encaminhamos ao Governo de Rondônia pedido de providências quanto ao aparelho de tomografia do Pronto-socorro João Paulo II que está...

TJRO mantém indeferimento de posse em cargo emergencial de médica que acumulava cargo

 A 2ª Câmara Especial do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia manteve a sentença do Juízo da 3ª Vara Cível da Comarca de...
Skip to content