22.1 C
Ariquemes
domingo, abril 11, 2021
Início Geral,Notícias Governo de MT detalha nova estruturação do Fethab

Governo de MT detalha nova estruturação do Fethab

O Governo de Mato Grosso apresentou, em audiência na Assembleia Legislativa, aos deputados, prefeitos, produtores rurais e membros da sociedade civil a mensagem do governador Pedro Taques que reforma a Lei 7.263/2000 do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), criada na gestão do ex-governador Dante de Oliveira (falecido). “Pela proposta elaborada em conjunto pela equipe técnica de várias secretárias, o Estado se compromete em não reduzir nenhum centavo do atual repasse feito às prefeituras, fortalecendo a atual parceria do Governo com os prefeitos. Além disso, destacamos a necessidade de aumentar o investimento específico para melhorarmos as nossas rodovias estaduais”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte.

Neste ano, o Fethab arrecadou cerca de R$ 869 milhões. Deste total, aproximadamente R$ 345 milhões são oriundos das commodities (madeira, soja, algodão e gado) e outros R$ 524 milhões advêm do óleo diesel.

De acordo com a proposta de criação do ‘Novo Fethab’, os recursos arrecadados com as commodities serão destinados exclusivamente para obras de infraestrutura de transporte, como a manutenção e conservação de rodovias. Está previsto na lei que a utilização do recurso deverá ser acompanhada diretamente pelo Conselho do Fethab que será reativado.

Quanto ao valor da contribuição do óleo diesel, 50% (aproximadamente R$ 262 milhões) serão destinados para o Estado aplicar em desenvolvimento regional, e os demais 50% irão para as 141 prefeituras investirem em rodovias, habitação, saneamento básico e mobilidade urbana. A utilização destes recursos será acompanhada por conselhos municipais, que deverão ser criados pelos municípios. “Nós não devemos nos pautar pela divisão, mas pela união de todos nós. O que está em jogo é o futuro logístico de Mato Grosso. Esse amplo debate que será feito na Assembleia Legislativa certamente irá contribuir para o desenvolvimento do Estado”, afirmou o secretário de Fazenda, Paulo Brustolin.

O secretário de Planejamento, Marco Marrafon, também esteve na Assembleia e destacou a importância do debate que poderá aprimorar a proposta. “Trabalhamos intensamente para construirmos esta proposta. Discutimos com a sociedade. Entendemos, a partir das contribuições, que seria melhor aprimorarmos o Fethab e não mais criar o Funtran (Fundo de Transporte)”, pontuou.

Contribuições regionais

O Governo do Estado prevê a criação dos fundos regionais do Fethab. Além das contribuições ordinárias (como é feito hoje), a proposta do Poder Executivo prevê a possibilidade de possíveis contribuições adicionais, pelo prazo de três anos, visando à realização de obras específicas tidas como excepcionais.

Das 11 mensagens enviadas à Assembleia, a proposta do Novo Fethab foi a única encaminhada em caráter de urgência para análise dos deputados. O presidente da Casa de Leis, Guilherme Maluf, adiantou que poderá haver uma convocação extraordinária dos deputados para janeiro a fim de obter a aprovação do Fethab.

O setor produtivo demonstrou apoio à proposta. O presidente da Associação de Produtores de Soja e Milho (Aprosoja), Ricardo Tomczyk, disse que a nova lei corrige erros históricos. Ele elogia a criação do Conselho do Fethab, em que membros da sociedade civil poderão avaliar a aplicação dos recursos públicos. “Quando conseguimos debater onde serão aplicados os recursos, as obras certamente serão de melhor qualidade”, disse.

O presidente da Associação de Criadores de Mato Grosso (Acrimat), José João Bernardes, considerou interessante a proposta que poderá desenvolver a infraestrutura do Estado. “Se a lei conseguir cumprir o que se propõem, não tenho dúvida que nossa infraestrutura passará por um avanço”, disse.

Além da audiência pública desta quinta-feira (10), várias outras foram realizadas no segundo semestre de 2015 em diversas regiões do Estado, com a participação de mais de 800 pessoas, prefeitos e lideranças locais. O presidente Guilherme Maluf adiantou que mais uma audiência deve ser realizada para aprimorar a proposta, que poderá receber emendas.

Estiveram presentes na audiência os secretários Marcelo Duarte (Infraestrutura e Logística), Marco Marrafon (Planejamento), Paulo Brustolin (Fazenda), Eduardo Moura (Desenvolvimento Regional), Seneri Paludo (Desenvolvimento Econômico), e os deputados Wilson Santos, Eduardo Botelho, Pedro Satélite, Baiano Filho, Saturnino Masson, Janaina Riva, Oscar Bezerra, Max Russi, Zé Domingos Fraga, Wancley Carvalho, Ondanir Bortolini, além do presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, e muitos prefeitos.

Mais Populares

Programa Bibi Coelho Falando a Verdade 09-04-2021

https://youtu.be/7D9nYswZ1i0

Ex delegado de Polícia Civil que atuava como advogado morre de Covid-19

de Pimenteiras do Oeste, o advogado e produtor rural Silvino Alves Filho. Ele tinha 76 anos e, após sentir os primeiros sintomas da Covid-19,...

Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço...

General diz a Bolsonaro que “é chegado o momento da decisão”

Militar, que também é deputado, reafirmou apoio ao presidente em publicação nas redes sociais O general Eliéser Girão Monteiro Filho, que também é deputado federal...
Skip to content