30 C
Ariquemes
terça-feira, maio 11, 2021
Início Geral,Rondônia,Destaques principal Grupo de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros ganha reforço com aeronave...

Grupo de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros ganha reforço com aeronave que veio dos Estados Unidos

Já está no hangar do Corpo de Bombeiros Militar (CBM) do Estado de Rondônia, diretamente dos Estados Unidos, a mais nova aquisição da corporação: um Gran Caravan EX. A aeronave foi doada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDS), não gerando ônus para o estado.

O avião custou R$ 12 milhões e os próprios pilotos do CBM foram até o país americano buscar. “Cinco pilotos nossos foram até os EUA para treinamento e avaliação, onde foram habilitados para pilotar essa máquina”, conta o capitão Philipe Maia, comandante do Grupamento de Operações Aéreas (GOA).

Moderno e arrojado, o avião conta com equipamento eletrônico G1000, já embarcado para a navegação, radar e outras funções, e o modelo é de fabricação 2018 da fabricante Cessna Aviões, já muito utilizado pela Força Aérea Brasileira e Exército.

“O grande diferencial é que, em termos de segurança, ele tem o motor mais seguro do mundo. Para se ter noção, o presidente dos Estados Unidos não voa em aeronaves que não tenham dois motores, o único que a equipe de segurança americana permite que ele viaje com apenas um motor é esse modelo, tamanha a confiança do motor”, conta o capitão.

A finalidade do novo avião, já que os Bombeiros tem outros dois menores, é também fazer o resgate e remoção de pacientes, com capacidade para duas macas e duas equipes médicas, e a função primordial é a de monitoramento de desmatamentos e incêndios florestais, assim como o combate e redução dos números dos focos.

“Os recursos que vem do exterior para o BNDS são destinados a isso, para a aquisição de equipamentos para a Amazônia Legal com esse fim de diminuir o desmatamento e as queimadas”, completa Maia.

A capacidade de cargas e bagagens é de 500 quilos, 9 passageiros, mais o piloto e o copiloto. Por ser importado e novo, o Gran Caravan passará por um processo de homologação junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

“Eles devem fazer a vistoria técnica inicial (VTI), o processo é encaminhado para a Anac, eles fazem matrícula da aeronave, emitem o certificado de matrícula e depois o certificado de aeronavegabilidade, e em cerca de 30 dias ele estará liberado para operar”, conclui o capitão Maia.

Mais Populares

TJRO mantém indeferimento de posse em cargo emergencial de médica que acumulava cargo

 A 2ª Câmara Especial do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia manteve a sentença do Juízo da 3ª Vara Cível da Comarca de...

Marcos Rogério volta a criticar uso político da CPI e defende que investigação chegue também aos estados

O líder do Democratas no Senado, Marcos Rogério (RO), voltou a criticar, nesta terça-feira (11), o uso político da comissão parlamentar de inquérito (CPI)...

Governador Marcos Rocha estará em Ariquemes para o lançamento do mega investimento em asfalto através do Projeto “Tchau Poeira”

Os 52 municípios de Rondônia serão beneficiados com o investimento de R$ 300 milhões em asfalto, recuperação e sinalização de vias públicas urbanas, por...

BRASILApós morte, Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão imediata do uso da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca/Fiocruz para mulheres gestantes. A...
Skip to content