Ladrão do roubo em Ji-Paraná que escapou já matou aos 14 anos em Ouro Preto do Oeste.

Douglas Almeida de Jesus matou um homem na Rua José lenk em 2017 e, em 2020, com 17 anos, ele foi apreendido com 1 KG de droga.

RELEMBRE O CASO

Uma tentativa de assalto ocorrida nesta terça-feira (08/06) em Ji-Paraná, resultou em um tiroteio intenso entre o sócio proprietário de uma empresa de colchões, de 42 anos, que reagiu ao roubo e disparou contra os assaltantes Bruno Conceição Santos, 29 anos, de Ji-Paraná matando-o, e ferindo Douglas Almeida de Jesus, 18 anos, que reside em Ouro Preto do Oeste, no Jardim Novo Horizonte.

A Polícia Militar recolheu no local do assalto dois revólveres calibre 38, pertencentes aos assaltantes, e a pistola .380 do homem que reagiu ao assalto, quando viu sua filha em perigo diante de dois criminosos armados.  A tentativa de roubo foi registrada na T2, entre a Rua Luiz e Rua Terezinha

A dona da loja, que é sócia do pai, uma jovem de 23 anos, destravou a tranca da porta da loja para um dos bandidos que ordenou que ela abrisse novamente para seu comparsa.

O pai da jovem chegou no local, e como estava armado sacou de uma pistola calibre .380 e disparou contra os dois indivíduos. Ele levou um tiro de raspão lesionando a cabeça, e foi levado para o hospital.

Bruno Conceição morreu no local e Douglas Almeida fugiu para Ouro Preto do Oeste, e procurou socorro no Hospital Municipal. A polícia foi informada da chegada do jovem baleado e um agente da Polícia Civil se deslocou até o local.

O jovem sobrevivente foi atingido nas nádegas, não corria risco de morrer conforme foi espalhado nas redes sociais. Ele foi liberado do HM de Ouro Preto, e encaminhado por agentes da Polícia Civil para a Delegacia de Ji-Paraná, ainda ontem.

DOUGLAS JÁ MATOU COM 14 ANOS, FOI PRESO COM COCAÍNA E CONTINUAVA SOLTO. AGORA COMPLETOU 18.

Douglas Almeida de Jesus completou 18 anos recentemente. Sua última detenção no Centro de Ressocialização foi por um crime recente, de tráfico. Douglas participou em 2017, aos 14 anos, do homicídio no qual foi vítima Gilberto da Silva Souza na companhia de dois primos com 16 anos à época.

O homicídio aconteceu em 8 de julho de 2017, na Rua José Lenk, no Jardim Novo Horizonte. Douglas e os primos confessaram o homicídio, foram representados pelo MP e o juiz da Vara da Infância e Juventude e enviados para unidades socioeducativas.

Gilberto foi assassinado na madrugada de um sábado, após uma briga com os primos nas imediações da rodoviária. A confusão seguiu até a Rua José Lenk, onde seu corpo foi encontrado.

Segundo o apurado pela Polícia Civil, Douglas disse à época que deu o primeiro tiro em Gilberto perto do bar do pai da vítima (Gessi), ela correu e quando tentava pular o muro de uma casa o trio o alcançou.

Douglas afirmou em depoimento quando foi preso que ele puxou Gilberto pela perna, deu mais um tiro e junto com seus primos desferiram pauladas até matar a vítima. O Centro de Ressocialização e as medidas da Justiça não pararam o adolescente.

No dia 21 de setembro de 2020, Douglas, ainda com 17 anos, foi preso por tráfico de drogas, ele teria sido flagrado com 1 quilo de cocaína, mas nunca permaneceu preso, por ele ser beneficiado pela menoridade.

Recentemente, deixou ele o Centro de Ressocialização pelo crime de tráfico, e ontem surgiu de novo armado, praticando um roubo que terminou na morte de seu comparsa, e por pouco o sócio do comércio e sua filha não têm o mesmo fim do bandido morto.

Fonte: Correio Central

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Comentários

Com muito ❤ por go7.site
Skip to content