22.1 C
Ariquemes
sábado, maio 8, 2021
Início Notícias Marcos Rogério pede intervenção do Governo Federal para resolver conflitos no campo

Marcos Rogério pede intervenção do Governo Federal para resolver conflitos no campo

Nas últimas semanas, Rondônia vem sofrendo uma onda de violências no campo com invasões, queima de plantações, destruição de casas e equipamentos diversos, além de tortura, ameaça e morte de trabalhadores. Diante da inércia do governo estadual, o senador Marcos Rogério (DEM-RO) recorreu ao Governo Federal para conter a escalada de violência no estado.

O parlamentar rondoniense, que também é vice-líder do Governo Bolsonaro, organizou uma comitiva com empresários, pecuaristas e parlamentares de outros estados da Região Norte, para pedir ao Governo intervenção federal. Em reunião com o ministro da Justiça Anderson Torres, nesta terça-feira (28/04), Marcos Rogério alertou para a urgência da situação. “Chegamos num momento em que a situação está insustentável e não dá para esperar. Se nenhuma iniciativa for tomada de imediato, teremos em breve uma chacina entre essas organizações criminosas e os proprietários de terra, que não tem nenhuma outra alternativa a não ser se proteger”, esclareceu.

Segundo ressaltou o parlamentar, defender a política agrária não pode ser confundido, jamais, com tolerância a qualquer ato de violência contra a propriedade privada ou contra os proprietários. “Em Rondônia o que vemos são grupos armados utilizando táticas de guerrilha, praticando atos terroristas que incluem tortura, destruição da produção agrícola, morte dos animais e até o assassinato de policiais. Não podemos confundir, de maneira nenhuma, essas organizações criminosas com movimentos sociais”, frisou Marcos Rogério.

Depois de apresentar e detalhar a situação dos conflitos de terras na Região Norte, Marcos Rogério, juntamente com outros parlamentares da bancada do Norte, solicitaram ao ministro Anderson Torres a efetiva atuação da Polícia Federal em parceria com a Força Nacional e as polícias estaduais para garantir segurança a quem trabalha e produz na região. Em resposta, o ministro garantiu que o Governo Federal irá tomar as providências necessárias para garantir a segurança jurídica e o fim da violência no campo. “Quero garantir que o Ministério da Justiça vai estar nessa luta. Como diz o presidente Bolsonaro, o direito à propriedade é sagrado, então, aqui nós vamos trabalhar para garantir isso ao povo brasileiro”, afirmou o ministro Anderson Torres.

Estiveram presentes na reunião os senadores Márcio Bittar e Sérgio Petecão, os deputados federais Allan Rick, Mariana Carvalho, Lúcio Mosquini, Expedito Netto, Sérgio Souza e Geninho Zuliani. E, ainda, os pecuaristas Sidney Zamora e Ricardo Leite.

Mais Populares

Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço...

Eduardo Costa diz estar sofrendo ameaças após lançar música criticando “Troca de Hospitais por Estádios”

Eduardo Costa está apreensivo. Segundo informações do jornal O Dia, o cantor está recebendo ameaças após lançar a música ‘Cuidado’, que na letra faz...

PM prende ‘Bin Laden’ seminu, após assassinar homem enquanto dormia

Na noite anterior ao crime, a vítima Sidney Marcos da Silva Nogueira, de 41 anos, vulgo “Nei”, e um homem conhecido como “Bin Laden”...

CPI da Pandemia aprovou 101 requerimentos nesta semana

A CPI da Pandemia aprovou 101 requerimentos nesta semana. São 89 pedidos de informações e 12 para a convocação de testemunhas. Na reunião da...
Skip to content