21.8 C
Ariquemes
quinta-feira, abril 15, 2021
Início Geral,Notícias Topo NOTA DA ABIARROZ SOBRE O ENREDO DA ESCOLA DE SAMBA IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE

NOTA DA ABIARROZ SOBRE O ENREDO DA ESCOLA DE SAMBA IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE

A Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz) manifesta-se publicamente contra o enredo “Xingu, o Clamor da Floresta”, da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, para o Carnaval 2017 do Rio de Janeiro. O conteúdo tende a uma clara desconstrução do agronegócio brasileiro, mundialmente reconhecido por seu viés sustentável, sua contribuição para a economia do país e seus avanços tecnológicos, que são referência para outras nações.

 

 Há na proposta da composição conceitos e interpretações errôneas, como a fantasia denominada “Fazendeiros e seus Agrotóxicos” ou o trecho do samba-enredo em que se menciona “O belo monstro rouba as terras dos seus filhos / Devora as matas e seca os rios / Tanta riqueza que a cobiça destruiu”. Trata-se de uma generalização nitidamente divorciada da realidade do agronegócio do país, o qual, como se sabe, tem seu PIB apoiado na agricultura e pecuária.

 

O que a Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense produziu é incongruente com o que o Brasil busca, defende e trabalha há décadas. Dado o alcance mundial e a importância cultural do Carnaval do Rio de Janeiro, é importante registrar o grande potencial de prejuízos ao país, tanto internamente como no cenário internacional, decorrente do evidente desconhecimento e da imprudência com que a escola de samba em referência designa o agronegócio nacional.​

Mais Populares

Polícia Rodoviária Federal prende dois homens por porte ilegal de arma em Ariquemes

Polícia Rodoviária Federal em Ariquemes realizou, na noite desta quarta-feira (14), a prisão de dois homens com certificado CAC (Colecionador, Atirador, Caçador) por porte...

Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga balanço...

Produtores de leite protestam contra laticínios por baixa de preço no leite

Os produtores de leite da região de Machadinho D’Oeste, Buritis, Campo Novo e a região do Vale do Guaporé, se revoltaram em razão de...

Produtores doam 250 litros de leite para a SEMAS

A Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS) de Rolim de Moura (RO) ganhou e distribuiu 250 litros de leite de pecuaristas que estão insatisfeitos...
Skip to content