Em áudio o cantor Sérgio Reis incita baderna e ameaça senadores com ruptura institucional

Propaganda do ar
blank

Está circulando nas redes sociais um áudio supostamente gravado pelo cantor Sérgio Reis, que não representa absolutamente nenhuma classe de trabalhadores ou segmento da sociedade, com uma espécie de aviso, camuflado sob a forma de ameaça, afirmando que em setembro haverá uma manifestação de produtores de soja e caminhoneiros no Senado Federal, exigindo ações que coincidem com pautas defendidas pelo presidente Jair Bolsonaro.

A voz que seria do cantor em franca decadência no meio artístico já há muito tempo fala que aconteceu um almoço com o presidente, ministros e integrantes do comando das Forças Armadas em Brasília dias atrás, e que na ocasião ficou definido que em “respeito ao presidente” não haveria o protesto dos caminhoneiros no dia sete de setembro, mas as ações aconteceriam no dia seguinte.

E, no dia oito, em declarada afronta a ordem constitucional, o cantor e dois representantes dos caminhoneiros e dois dos produtores de soja entregariam uma “intimação”, determinando “ordem” ao Senado Federal para aprovar em 72 horas o voto impresso e destituir os ministros do STF do cargo. Ou seja, cinco pessoas se arvorando a decidir e colocar em risco a ordem e a segurança de mais de 200 milhões de brasileiros a seu bel prazer.

Em seguida a pessoa que fala na mensagem afirma que se a “ordem” não for cumprida haverá “ocupação da capital federal” caso as exigências não forem atendidas em mais 72 horas. Não obtendo êxito na absurda propositura, então ele ameaça Brasília de uma invasão total, e conclama os caminhoneiros do Brasil e produtores de soja a “parar o país”, impedindo a circulação de pessoas e veículos em todas as estradas, em uma afronta direta ao direito de ir e vir de todos os cidadãos.

Mas a insanidade vai além. A tal ocupação em Brasília seria por tempo indeterminado, mas se nada for feito para atender os chantagistas, então ele ameaça de “ir para dentro e quebrar tudo”.

Apesar de estar sendo levado a sério por um minúsculo grupo de pessoas, e do cantor Sérgio Reis ter sido desautorizado por entidades legitimamente representativas das classes que ele supostamente se coloca como porta voz, a ação é preocupante e digna de alguma reação das autoridades constituídas segundo alas da sociedade que defendem a ordem pública.

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site