Rondônia encaminha mais nove pacientes para tratamento da Covid-19 em hospitais do Rio Grande do Sul

Propaganda do ar

Um avião C-105 do Esquadrão Onça da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou às 21h47 desta quinta-feira (28) da pista da Ala 6 Base Aérea de Porto Velho, transportando nove pacientes com Covid-19 para tratamento nos hospitais das Clínicas e Conceição de Porto Alegre (RS), e Universitário de Canoas. O Governo do Estado de Rondônia, por intermédio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e o Ministério da Saúde (MS) coordenaram a transferência de sete homens e duas mulheres.

De acordo com a Sesau, estava prevista a transferência de 10 pessoas, porém, uma paciente em situação estável não pôde seguir viagem e retornou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Sul. Os nove pacientes estavam internados nas UPAs das zonas Sul e Leste, e em Nova Mamoré, a 280 quilômetros de Porto Velho.

Dois médicos do Hospital de Campanha, uma enfermeira do Hospital Cosme e Damião e três técnicas de enfermagem acompanham os pacientes. O voo da FAB tem a duração de sete horas, com previsão de chegada ao Aeroporto Salgado Filho entre 4h30 e 5h da manhã desta sexta-feira (29).

O voo de quarta-feira (27), o mesmo avião, levou para Porto Alegre outros nove pacientes, dos quais, quatro foram internados em enfermarias do Hospital das Clínicas e outros cinco permaneceram em tratamento no Hospital Conceição. Para receber pacientes de Rondônia esta semana, a Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul mobilizou diversas ambulâncias do SAMU e de duas empresas parceiras. Também participam das operações a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Brigada Militar e a Empresa Pública de Transporte e Circulação.

SAUDE DO GOV RONDONIA

COMO VOCÊ AVALIA A GESTÃO DA PREFEITA CARLA REDANO EM ARIQUEMES?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site