Se quisesse Bolsonaro poderia vetar Fundo Eleitoral de R$ 5,7 bilhões

24x31 banner gov
blank

O presidente Jair Bolsonaro que teve alta na manhã deste domingo (18), falou sobre o aumento de verba para o Fundo Eleitoral (Fundão). Na saída do hospital  Vila Nova Star, Bolsonaro disse ser contra a proposta mas que sua base  apoiou a aprovação do texto pelo fato de a LDO ser mais importante que este destaque.

Entretanto, o presidente tem poderes para vetos totais e parciais. No caso específico, ele pode vetar apenas o aumento de verba para o Fundo Eleitoral que custará aos cofres públicos R$ 5,7 bilhões.

Com dificuldades para filiar-se ao Patriota, e sem conseguir viabilizar o Aliança pelo Brasil,  Bolsonaro deverá ir para o Brasil 35, ex-partido da Mulher Brasileira.

O Brasil 35 é um pequeno partido  como PMB. Não tem deputado federal nem senador e apenas 3 deputados estaduais. Por não ter conseguido eleger nenhum deputado federal, o partido perdeu o direito de receber verba do Fundo eleitoral. Porém o arco de partidos que apóia a reeleição têm direito a verba do Fundão.

Atualmente o partido tem um deputado estadual no Ceará, um no Amapá e um em Roraima e 46 dos 56.810 vereadores do país.

Foto Folha Uol

 

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site