Número de mortes na pandemia pode ser até três vezes maior do que o registrado, aponta relatório da OMS

Segundo a Organização Mundial da Saúde, entre seis e oito milhões de pessoas podem ter morrido até o momento. Números oficiais apontam para cerca de 3,4 milhões de óbitos até maio de 2021.
Logo da OMS em Genebra — Foto: Denis Balibouse/Reuters

        Logo da OMS em Genebra — Foto: Denis Balibouse/Reuters

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que o número real de mortes por Covid-19 foi muito maior do que o registrado oficialmente, até três vezes mais. Segundo a entidade, entre seis e oito milhões de pessoas podem ter morrido até o momento.

Os números da OMS apontam para cerca de 3,4 milhões de óbitos até maio de 2021. Entretanto, esse número pode estar “subestimado”.

“Este número na verdade seria de duas a três vezes maior. Então acho que, por precaução, pode-se estimar seguramente cerca de 6 a 8 milhões de mortes”, disse Samira Asma, diretora-geral-assistente da OMS.

Ao apresentar seu relatório anual Estatísticas Mundiais de Saúde, a OMS estimou que o total de mortes da pandemia foi de ao menos 3 milhões em 2020 — 1,2 milhão mais do que o relatado oficialmente.

William Msemburi, analista de dados da OMS, disse que da estimativa inclui tanto mortes não relatadas de Covid-19 quanto mortes indiretas devidas à falta de capacidade hospitalar e restrições à circulação, entre outros fatores.

“O desafio é que as (cifras de mortes) relatadas de Covid-19 subestimam o impacto total”, disse Msemburi.

A OMS não detalhou a cifra, à qual especialistas de saúde se referem como “mortalidade em excesso”.

FONTE: REUTERS

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Elaine

Elaine

Comentários

Com muito ❤ por go7.site
Skip to content