24.5 C
Ariquemes
quarta-feira, janeiro 27, 2021
Início Notícias Polícia Federal deflagra Operação AMICUS REGEM para desarticular organização criminosa por fraude...

Polícia Federal deflagra Operação AMICUS REGEM para desarticular organização criminosa por fraude em processos judiciais de desapropriação de terras

Na manhã desta quinta-feira, 23/07/2020, a Polícia Federal deflagrou a Operação AMICUS REGEM, visando dar cumprimento a 18 (dezoito) mandados de busca e apreensão, expedidos pela 3ª Vara da Justiça Federal em Porto Velho/RO. Os mandados judiciais estão sendo cumpridos nos municípios de Porto Velho/RO, Brasília/DF, Cuiabá/MT, Itaituba/PA e São Paulo/SP.

Trata-se de investigação iniciada no final de 2016 e teve como objetivo desarticular organização criminosa composta por servidores públicos e particulares, especializada em fraudar processos judiciais de desapropriação de terras, causando prejuízo aos cofres do INCRA, em razão do pagamento de indenizações da reforma agrária.

Durante a investigação, a Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal em Rondônia, identificou um grupo de empresários e advogados, que por meio de empresas e o pagamento de vantagens indevidas à servidores públicos do judiciário, fraudavam diversos processos judiciais relativos às desapropriações de imóveis rurais no estado.

Foram identificadas fraudes na documentação dos terrenos, tanto relativas à localização dos imóveis, quanto na cadeia dominial dos posseiros e proprietários, o que causaria vício na origem das ações judiciais propostas pelos advogados da ORCRIM.

Apurou-se que as avaliações dos imóveis, alvo dos questionamentos em Juízo, realizadas pelo perito judicial, eram até 600% maiores do que o seu valor de mercado, conforme apontado em laudos periciais da PF. Assim, as superavaliações eram usadas nas sentenças como base para o pagamento das indenizações fraudulentas.

Dentre os processos investigados, restou comprovado que foram pagos cerca R$330.000.000,00 (trezentos e trinta milhões de reais) em indenizações de reforma agrária, realizadas por meio de precatórios, alvarás judiciais e títulos da dívida agrária, valor esse objeto de bloqueio determinado pela Justiça Federal.

Há fortes indícios do cometimento dos crimes de constituição e participação em organização criminosa (artigo 2º da Lei 12.850/2013), voltada para a prática de crimes contra a Administração Pública, dentre os quais o peculato, as corrupções passiva e ativa (artigos 312, 317 e 333 do Código Penal), além de falsidade documental (artigos 296 e seguintes do Código Penal), invasão de terras públicas (artigo 20 da Lei 4.947/1966), e lavagem de capitais (artigo 1º da 9.613/1998). Os indiciados serão ouvidos na sede da Polícia Federal e responderão, na medida de sua participação, pelos crimes citados acima.

O nome da operação, “AMICUS REGEM”, que significa “rei amigo” em latim, refere-se ao envolvimento de magistrado no esquema de corrupção e desvio de recursos públicos de indenizações da reforma agrária.

Mais Populares

Nove pacientes com Covid-19 de Rondônia chegam para internação no Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul recebeu, na madrugada desta quarta-feira (27), nove pacientes com Covid-19 vindos de Porto Velho, em Rondônia. O avião chegou ao...

Polícia Civil fecha ponto de venda de drogas e prende traficante em Flagrante

Os investigadores do Departamento de Narcóticos - DENARC prenderam, na manhã desta terça-feira dia 26 de Janeiro de 2021, um homem de iniciais de C.S.C. (31...

Condenado por tentar matar ex-mulher é executado com tiros na cabeça em RO

Um homem identificado como, Altair Rodrigues Tavares, 46, foi executado com tiros na cabeça em frente a uma residência no bairro Alvorada, em Vilhena. De...

MICROAGULHAMENTO | Derma Corphus

No mundo da estética existem diversos tratamentos para conseguir uma pele perfeita. 💆🏻‍♀️ Mas, sem dúvida alguma, o microagulhamento se destaca por ser capaz de...
Skip to content