22.3 C
Ariquemes
sábado, março 6, 2021
Início Notícias Primeira pessoa é vacinada contra Covid-19 no Brasil

Primeira pessoa é vacinada contra Covid-19 no Brasil

Mônica Calazans, de 54 anos, moradora de Itaquera, com perfil de alto risco para complicações da doença.

Após a aprovação do uso emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid-19 no Brasil.

Ela foi a vencedora do prêmio Notáveis CNN em 2020 pela sua luta contra o coronavírus.

 

A enfermeira tem perfil de alto risco para complicações da Covid-19: é obesa, hipertensa e diabética. Mesmo assim, em maio, quando a pandemia atingia alguns de seus maiores picos, escolheu trabalhar no Emílio Ribas, mesmo ciente de que a unidade estaria no epicentro do combate à pandemia. Segundo ela, a vocação falou mais alto.

Heroína do ano

Ao receber o prêmio Notáveis CNN em dezembro do ano passado, em 2020, Mônica se emocionou. “Eu não sei nem se essa palavra, heroína, cabe a mim. Falo por mim, por todos os profissionais de saúde que ainda estão na linha de frente e aqueles que não estão mais com a gente, que tentaram fazer um trabalho perfeito e foram arrebatados pela doença”, disse.

No país com o maior número de enfermeiros vítimas da Covid-19 em todo o mundo, ela falou sobre como tem enfrentado a realidade da pandemia. A equipe da premiação acompanhou Calazans antes de ela saber que receberia o troféu.

“Desde o início, eu estou na linha de frente. Eu tenho hipertensão, tenho diabetes e obesidade. Eu não sei por que eu não tenho medo. Não consigo explicar isso. É uma profissão em que você não pode ter medo”, contou a enfermeira.

“Você segura a onda e tem que trabalhar. Você tem que segurar o seu psicológico. Na realidade, você não pode se abalar com tudo o que está acontecendo. Você tem que ser muito forte”, diz ela, que já perdeu quatro amigos para a Covid-19.

“Eu me considero vencedora, porque desde o início eu estou me dando de peito aberto para cuidar das pessoas. Eu só tenho a agradecer”, revelou a enfermeira.

Ao receber o troféu, Calazans dedicou a homenagem a duas colegas de trabalho e ao filho.

“Quero dedicar a duas pessoas em especial. Uma delas é minha chefe, a Marli, enfermeira do Emílio Ribas. E a outra chefe é a Elizabete, enfermeira do outro hospital em que eu trabalho. Elas foram essenciais na minha vida nesse período. São pessoas admiráveis, pessoas ímpares”, contou.

Mais Populares

Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga os...

Vídeo: Governador sinaliza que vai flexibilizar isolamento social em Ro

Marcos Rocha prometeu anunciar “mudanças significativas” em restrições Em vídeo publicado em seu perfil no Facebook, no início da noite desta sexta-feira, 05, o governador...

Servidores do gabinete do Deputado Eyder protestam contra o governo

Pelo menos três manifestantes que dizem falar em nome do empresariado local e também da classe artística usaram um carro de som a fim...

16 pacientes com Covid-19 são transferidos de RO para o RJ

Pacientes apresentam quadro clínico leve e moderado. Dos transferidos, 11 são mulheres e cinco homens 16 pacientes com Covid-19, mas que apresentam quadro clínico leve e...
Skip to content