Surgimento de novas cepas da Covid-19 aumenta número de casos de internações de gestantes com a doença em Rondônia

Especialistas alertam que devido ao surgimento das novas variantes da Covid-19, o número de casos de agravamento da doença e internações de gestantes aumentou

Na última semana, o Ministério da Saúde incluiu no ‘Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19’ mulheres gestantes e lactantes que possuem algum tipo de comorbidade que agrave a doença. Os estudos sobre a contaminação entre mãe e filho ainda são recentes, mas os especialistas alertam que devido ao surgimento das novas variantes, o número de casos de agravamento da doença e internações de gestantes aumentou.

Segundo Denise Nocrato, coordenadora obstétrica do Hospital de Base (HB), em Porto Velho, desde o início da pandemia 82 gestantes e puérperas (que deram a luz recentemente) contraíram a Covid-19, sendo 34 em 2020 e 48 em 2021. Desse total 72 tiveram a saúde restabelecida e 10 foram a óbito, vítimas da doença. A coordenadora explica que independente da existência de comorbidades, os cuidados por parte das grávidas devem ser redobrados, já que as novas cepas são mais contagiosas e agressivas.

Segundo Denise, gestantes mais novas também estão entre as vítimas. “Já tivemos pacientes grávidas de até 15 anos que foram para a UTI e chegaram a ir a óbito. Diante dessas novas cepas, os cuidados devem ser intensificados”, alertou.

ACOMPANHAMENTO 

Para evitar o contágio entre pacientes grávidas, o Hospital de Base que é referência no atendimento de casos de alta complexidade e Covid-19, adotou medidas de prevenção como a organização de enfermarias próprias para o isolamento e atendimento de mães, gestantes e puérperas. “Adotamos um fluxo de atendimento diferenciado afim de evitar o contato com outros pacientes internados e garantir um tratamento adequado para essas gestantes. Todas as pacientes em nossas UTI’s são monitoradas diariamente”, destacou a diretora do HB, Raquel Gil.

Além das recomendações necessárias para evitar o contágio da doença, as grávidas devem fazer o acompanhamento do pré-natal e aquelas que apresentarem sintomas no período de dois a três dias devem procurar a Maternidade Municipal que está realizando exames para detecção da Covid-19.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários