TJRO transmite audiência que pleiteia medidas mais restritivas em razão do agravamento da pandemia no Estado

Em razão do grande interesse público, o Tribunal de Justiça de Rondônia transmitirá a audiência virtual que ocorrerá nesta sexta, às 9h, na 2ª Vara da Fazenda Pública de Porto Velho, que tem como objeto a Ação Civil Pública  ajuizada pelo Ministério Público do Estado de Rondônia em desfavor do Estado de Rondônia e Município de Porto Velho, requerendo liminar, para que seja suspenso o Decreto Estadual n 28.859/2021, com a retomada do Decreto n. 25.853/2021, com medidas mais restritivas e rígidas em razão da Covid-19.

O juiz Edenir Sebastião Albuquerque da Rosa, titular do juízo, considerando a sensibilidade da matéria, designou a audiência preliminar para ouvir as partes requerente e requeridas, ou seja, MP, Governo do Estado, Prefeitura e setor produtivo (Fecomercio, Facer e CDL). Todos deverão comparecer acompanhados do corpo técnico e demais pessoas que entenderem necessárias aos esclarecimentos das questões que serão debatidas em audiência.

A ação foi motivada pela preocupação do órgão ministerial com o agravamento da pandemia no Estado de Rondônia e consequente aumento no número de mortes pela infecção da doença, em especial, no Município de Porto Velho. Por isso requer a suspensão dos efeitos do Decreto n. 25.049/202, que seria mais flexível, e a retomada da vigência do Decreto n. 25.583/2021, mais restritivo, até que haja, na rede hospitalar, leitos clínicos e de UTI suficientes para atender à demanda reprimia audiência será transmitida pelo canal TJ Rondônia, no YouTube. O link será disponibilizado logo cedo, no site do TJRO, bem como no segmento play, na página inicial.da.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários