Caminhoneira conhecida como ‘Musa das estradas’ sofre acidente em carreta

Propaganda do ar

Aline Fuchter ficou presa nas ferragens da carreta. Ela originou-se nas redes sociais quando começou a compartilhar fotos de suas viagens.

caminhoneira ficou ferida após sofrer um acidente na BR-174, entre Pontes Lacerda e Porto Esperidião, a 483 km e 358 km de Cuiabá, respectivamente, nesta quinta-feira (13).

Aline Fuchter, conhecida como ‘Musa das Estradas’, ficou presa nas ferragens da carreta que conduzia e foi socorrida por outros motoristas que passavam pelo local.

A motorista estava na companhia da amiga Lauren Borges, que teve ferimentos leves. Nas redes sociais, Lauren afirmou que elas estão bem, mas que Aline foi hospitalizada e passa por uma cirurgia.

“Estamos bem. Estamos vivas, Deus nos livrou do pior. Aline está no hospital passando por uma cirurgia no braço”, contou.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que testemunhas contaram que Aline passou em cima de uma campana de freio quebrada que estava na pista e estourou o pneu dianteiro da carreta dela.

Em seguida, segundo a PRF, ela perdeu o controle do veículo e bateu de frente com outro caminhão. A amiga dela e o motorista do segundo veículo envolvido tiveram ferimentos leves.

Já Aline foi encaminhada com ferimentos graves à Santa Casa de Pontes e Lacerda.

A caminhoneira fazia o transporte de soja no momento do acidente. A carga ficou espalhada na pista.

Uma equipe da PRF está no local fazendo a remoção e a pista está parcialmente interditada.

Quem é Aline Fuchter
Aline Fuchter é caminhoneira há cerca de cinco anos e ficou conhecida nas redes sociais quando começou a compartilhar fotos de suas viagens.

A influencer tem um canal no YouTube com mais de 1,4 milhão inscritos.

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site