Rondônia recebe do Ministério da Saúde mais 27.500 doses de vacinas contra a covid-19

24x31 banner gov
blank

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), recebeu nesta terça-feira (20), na Central de Rede de Frios, em Porto Velho, mais um lote com 27.500 doses de vacina contra a covid-19, sendo 10.300 da AstraZeneca e 17.200 doses da CoronaVac.

De acordo com o diretor-geral da Agevisa, coronel BM Gilvander Gregório de Lima, “essa remessa é destinada para aplicação da 1ª dose AstraZeneca em pessoas de 50 a 54 anos e da 1ª e 2ª doses da CoronaVac em pessoas de 50 a 54 anos seguindo o Plano Nacional de Operacionalização (PNO) definido pelo Ministério da Saúde, por isso é importante que esse público procure os locais de vacinação nos seus municípios para tomar a vacina”, ressaltou o diretor.

São mais 27.500 doses de vacina contra a Covid-19, sendo 10.300 da AstraZeneca e 17.200 doses da Coronavac
O secretário da Sesau, Fernando Máximo, esclareceu que “as doses recebidas hoje serão distribuídas para as seis Gerências Regionais de Saúde (GRS), localizadas em Ji-Paraná, Cacoal, Vilhena, Ariquemes, Rolim de Moura e Porto Velho”, disse o secretário. Ele também explica que outras outras doses de AstraZeneca (39.500) e Pfizer (10.530) estão prevista para serem enviadas para Rondônia nesta quarta-feira (21).

DISTRIBUIÇÃO

Fernando Máximo disse também que tem recebido muitos questionamentos das Prefeituras em relação a quantidade de vacinas destinadas para cada município e esclareceu que “a divisão das doses é feita de acordo com o PNO do Ministério da Saúde que leva em conta a quantidade de pessoas por grupos prioritários e não a população de cada município”, frisou.

Até o momento, de acordo com o último boletim da Sesau, 48,7% da população vacinável já receberam a 1ª dose e 16.1% foram imunizados com a 2ª dose em todo o Estado, lembrando que os dados devem ser atualizados em tempo real pelas prefeituras.

As doses são direcionadas a pessoas de 50 a 54 anos seguindo o Plano Nacional de Operacionalização (PNO)
Esse índice tende a aumentar com a redução no intervalo entre as duas doses. A medida foi adotada em Rondônia em relação a 2ª dose das vacinas AstraZeneca e Pfizer, para garantir a proteção contra a variante Delta do coronavírus que circula em todo o país. De acordo com o novo protocolo adotado pela Sesau, a 2ª dosagem de ambas possam ser aplicadas em 45 e 60 dias, respectivamente.

blank

O secretário da Sesau, Fernando Máximo, ainda salientou que “o Governo tem promovido, principalmente em municípios de fronteira, a mobilização “SOS Vacinação” para dar mais agilidade ao processo de imunização da população com as doses extras recebidas do Ministério da Saúde para esse fim”, finalizou destacando a agilidade na distribuição, que coloca Rondônia em 4º lugar no ranking nacional brasileiro de distribuição de imunizantes aos municípios. Os três primeiros são: Mato Grosso do Sul (MS), Distrito Federal (DF) e Rio Grande do Sul (RS), conforme dados do Sistema de Informação de Insumos Estratégicos (Sies) do Ministério da Saúde.

 

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site