Fusão PSL-DEM: Destino dos xarás Marcos Rogério e Rocha passam por planos contrários a Bolsonaro com Bivar e ACM Neto

24x31 banner gov
blank

Apesar do clima “azedado” em relação à eventual vinculação entre legendas, a mescla das siglas ainda pode causar dissabores em membros regionais

Porto Velho, RO – Pelo menos por enquanto a superlegenda que deve ser gerada com a eventual fusão entre PSL e DEM não quer nem saber de conferir apoio nacional à reeleição do atual presidente da República Jair Bolsonaro, ainda sem partido.

Procura, na verdade, um nome para fazer frente ao mandatário do Planalto nas eleições de 2022.

Com isso, pajés regionais como Marcos Rocha, que recém regressou às fileiras liberais, agora na condição de presidente estadual, e seu xará, Rogério, que é o cara do DEM no Senado, bem, estão com os destinos constritos pela vontade de quem manda mais na aldeia política: os caciques.

Luciano Bivar, presidente do PSL, e ACM Neto, que comanda os demistas, estão rumando para aquilo que hoje na imprensa se denomina como “terceira via”. Não sabem exatamente quem apoiar, porém rechaçam, veementemente – com algumas exceções entre filiados –, a possibilidade de prestar suporte a candidaturas de espectro esquerdista e/ou bolsonarista, como já mencionado.

Num contexto micro, rondoniense, claro, Marcos Rocha e Marcos Rogério podem ficar à deriva, isto vez que ambos são reconhecidos amigos do morador do Alvorada.

Não são autoridades ingênuas. Sabiam, obviamente, quais seriam as consequências da reestruturação entre legendas e como ela influenciaria em seus respectivos caminhos eletivos. Já calcularam danos colaterais, portanto, mensuraram previamente as sequelas dos passos dados.

Ocorre que nenhum dos dois pode deixar transparecer que pisou fora da bifurcação trilhada pelo presidente, vez que ambas as figuras se escoram no discurso e na ideologia desencadeadas e defendidas pelo ex-deputado federal que hoje manda no Brasil.

Parte da população rondoniense confia veementemente nessas propostas, sejam elas erradas ou corretas, e isto vai da consciência de cada um, mas, por enquanto, ficou claro que há uma adesão muito forte às credenciais de Messias e seus ideais.

Essa movimentação, que tem até cor e bandeirolas, demonstra, de certa maneira, uma tendência. E essa tendência, dependendo das próximas escolhas dos homônimos de prenome Rogério e Rocha, pode acabar os levando ao altar da redenção ou à ruína.

Fonte: Rondoniadinamica

Da redação do Alerta Rondônia

 

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site