Polícias civil e militar detêm sete por tentar linchar policiais e invadir quartel em Rondônia

24x31 banner gov

As polícias civil e militar da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste deram uma resposta à altura a uma ação criminosa, irresponsável e covarde cometida por vários cidadãos que tentaram linchar dois policiais e invadir o quartel da Polícia Militar da cidade de Teixeirópolis. O fato ocorreu na madrugada do dia 25 de março deste ano e, na ocasião, apenas três pessoas teriam sido detidas por desacato, incluindo o presidente da Câmara de Vereadores daquele município. A operação realizada na manhã desta terça-feira (18) resultou na prisão de sete suspeitos.

A operação comandada pelos delegados de polícia Júlio Cesar, Roberto dos Santos da Silva e pelo capitão PM Bruno Costa mobilizou cerca de 40 policiais civis e militares. Eles cumpriram 10 medidas cautelares diversas de prisão aos suspeitos de terem tentado linchar dois policiais militares, ao arremessarem pedras e entrarem em vias de fato contra os mesmos, além de tentarem invadir o quartel. Um dos dois suspeitos que não foram localizados teria adentrado a viatura policial e se apossado de uma espingarda calibre 12, vindo a efetuar dois disparos de munição não letal (bala de borracha).

Ao término da operação, foram detidos sete suspeitos, sendo que seis foram localizados em Teixeirópolis e um em Ji-Paraná. Dois não foram encontrados e um dos supostos envolvidos descobriu-se que era menor de idade. Por esse motivo não pode ser apreendido. Também foi cumprido mandado de busca e apreensão, sendo apreendidos alguns aparelhos celulares. Os detidos na operação foram notificados das medidas cautelares diversas e passarão a utilizar o monitoramento por meio de tornozeleiras e terão restrição a determinados locais da cidade, além de distanciamento em relação às vítimas, às testemunhas e ao quartel onde ocorreram os fatos.

As polícias civil e militar da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste deram uma resposta à altura a uma ação criminosa, irresponsável e covarde cometida por vários cidadãos que tentaram linchar dois policiais e invadir o quartel da Polícia Militar da cidade de Teixeirópolis. O fato ocorreu na madrugada do dia 25 de março deste ano e, na ocasião, apenas três pessoas teriam sido detidas por desacato, incluindo o presidente da Câmara de Vereadores daquele município. A operação realizada na manhã desta terça-feira (18) resultou na prisão de sete suspeitos.

A operação comandada pelos delegados de polícia Júlio Cesar, Roberto dos Santos da Silva e pelo capitão PM Bruno Costa mobilizou cerca de 40 policiais civis e militares. Eles cumpriram 10 medidas cautelares diversas de prisão aos suspeitos de terem tentado linchar dois policiais militares, ao arremessarem pedras e entrarem em vias de fato contra os mesmos, além de tentarem invadir o quartel. Um dos dois suspeitos que não foram localizados teria adentrado a viatura policial e se apossado de uma espingarda calibre 12, vindo a efetuar dois disparos de munição não letal (bala de borracha).

Ao término da operação, foram detidos sete suspeitos, sendo que seis foram localizados em Teixeirópolis e um em Ji-Paraná. Dois não foram encontrados e um dos supostos envolvidos descobriu-se que era menor de idade. Por esse motivo não pode ser apreendido. Também foi cumprido mandado de busca e apreensão, sendo apreendidos alguns aparelhos celulares. Os detidos na operação foram notificados das medidas cautelares diversas e passarão a utilizar o monitoramento por meio de tornozeleiras e terão restrição a determinados locais da cidade, além de distanciamento em relação às vítimas, às testemunhas e ao quartel onde ocorreram os fatos.

As polícias civil e militar da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste deram uma resposta à altura a uma ação criminosa, irresponsável e covarde cometida por vários cidadãos que tentaram linchar dois policiais e invadir o quartel da Polícia Militar da cidade de Teixeirópolis. O fato ocorreu na madrugada do dia 25 de março deste ano e, na ocasião, apenas três pessoas teriam sido detidas por desacato, incluindo o presidente da Câmara de Vereadores daquele município. A operação realizada na manhã desta terça-feira (18) resultou na prisão de sete suspeitos.

A operação comandada pelos delegados de polícia Júlio Cesar, Roberto dos Santos da Silva e pelo capitão PM Bruno Costa mobilizou cerca de 40 policiais civis e militares. Eles cumpriram 10 medidas cautelares diversas de prisão aos suspeitos de terem tentado linchar dois policiais militares, ao arremessarem pedras e entrarem em vias de fato contra os mesmos, além de tentarem invadir o quartel. Um dos dois suspeitos que não foram localizados teria adentrado a viatura policial e se apossado de uma espingarda calibre 12, vindo a efetuar dois disparos de munição não letal (bala de borracha).

Ao término da operação, foram detidos sete suspeitos, sendo que seis foram localizados em Teixeirópolis e um em Ji-Paraná. Dois não foram encontrados e um dos supostos envolvidos descobriu-se que era menor de idade. Por esse motivo não pode ser apreendido. Também foi cumprido mandado de busca e apreensão, sendo apreendidos alguns aparelhos celulares. Os detidos na operação foram notificados das medidas cautelares diversas e passarão a utilizar o monitoramento por meio de tornozeleiras e terão restrição a determinados locais da cidade, além de distanciamento em relação às vítimas, às testemunhas e ao quartel onde ocorreram os fatos.

Segundo o capitão PM Bruno, com essa operação a cidade, que já era tranquila, irá permanecer por um bom tempo sem esse tipo de problema. Bruno destacou que, infelizmente, há pessoas que quando fazem uso de bebida alcoólica, perdem a própria razão e pagam por essa inconsequência. “Fica o alerta para as pessoas. Ao se divertirem, não se excedam. E se o fizerem, saibam que as polícias civil e militar, ou qualquer outro órgão do sistema de segurança, irá agir”, alertou.

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site