POLÍCIA FEDERAL DEFLAGRA OPERAÇÃO DÉCIMA PARCELA NO COMBATE ÀS FRAUDES NOS BENEFÍCIOS EMERGENCIAIS

Propaganda do ar
blank

Um dos investigados é servidor público no Município de Ji-Paraná/RO

A Polícia Federal deflagrou, hoje (29/10), a Operação Décima Parcela, em continuidade ao combate às fraudes aos Benefícios Emergenciais, instituídos em razão da pandemia.

A ação resulta da Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), a qual é um esforço conjunto do qual participam a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União. Os objetivos da atuação conjunta são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas, com a identificação de seus integrantes e recuperar os valores para o erário.

Nesta data, mandados de busca e apreensão foram cumpridos na cidade de Ji-Paraná/RO. Além disso, consta ainda na decisão judicial autorização para sequestro de bens, bem como bloqueios em contas bancárias de titularidade do investigado. Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Federal Criminal de Ji-Paraná/RO.

Vale destacar que um dos alvos da operação é servidor público no Município de Ji-Paraná/RO. Segundo a investigação, os envolvidos teriam utilizado nome de terceiros para promoção das fraudes. O auxílio emergencial beneficia parte da população brasileira com dificuldades financeiras, em virtude da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O nome da operação DÉCIMA PARCELA relaciona-se ao fato que, um dos investigados, em determinado diálogo, apresentou uma lista de 10 CPFs, com a intenção de praticar fraudes.

blank blank

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site