Mundo já tem 1 milhão de infectados pelo coronavírus e 50 mil mortes

Propaganda do ar

A pandemia do novo coronavírus atingiu nesta quinta-feira a marca de 1 milhão de casos confirmados e mais de 50 mil mortes em todo mundo, de acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins a partir dos balanços divulgados pelos 181 países e territórios afetados pela doença.

Apesar das medidas restritivas adotadas por todas as partes do mundo, o vírus continua se espalhando e sobrecarregando os sistemas de saúde de vários países, que correm atrás de tratamentos e vacinas para lutar contra a pandemia. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o vírus precisou de 67 dias para infectar as primeiras 100 mil pessoas. O tempo necessário para que o número de casos duplicasse foi caindo com o passar do tempo. Passaram-se apenas 11 dias para que o total subisse para 200 mil. O número de infecções chegou a 500 mil há uma semana, no último dia 26. Só Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o vírus precisou de 67 dias para infectar as primeiras 100 mil pessoas. O tempo necessário para que o número de casos duplicasse foi caindo com o passar do tempo. Passaram-se apenas 11 dias para que o total subisse para 200 mil. O número de infecções chegou a 500 mil há uma semana, no último dia 26. Só ontem, a Johns Hopkins contabilizou 75,1 mil pessoas a mais diagnosticadas com a doença.Só ontem, a Johns Hopkins contabilizou 75,1 mil pessoas a mais diagnosticadas com a doença.

Depois do surgimento na China, o vírus se disseminou pela Europa, que concentra quase a metade do total dos casos confirmados, e chegou aos Estados Unidos, atual país com o maior número de infectados: 234.462.Depois do surgimento na China, o vírus se disseminou pela Europa, que concentra quase a metade do total dos casos confirmados, e chegou aos Estados Unidos, atual país com o maior número de infectados: 234.462.

A Itália, com 115.242 testes positivos para a covid-19, é quem tem mais mortes. De acordo com a Johns Hopkins, 13.915 pessoas foram vítimas da doença no país desde o início da pandemia.A Itália, com 115.242 testes positivos para a covid-19, é quem tem mais mortes. De acordo com a Johns Hopkins, 13.915 pessoas foram vítimas da doença no país desde o início da pandemia.

A Espanha, que registrou hoje um recorde no número de óbitos em apenas um dia (950), quebrou a barreira dos 110 mil casos e das 10 mil mortes. Alemanha e França somaram hoje mais 12 mil pessoas infectadas pela doença – cerca de 6 mil em cada país.A Espanha, que registrou hoje um recorde no número de óbitos em apenas um dia (950), quebrou a barreira dos 110 mil casos e das 10 mil mortes. Alemanha e França somaram hoje mais 12 mil pessoas infectadas pela doença – cerca de 6 mil em cada país.

Segundo o levantamento da universidade americana, 14 países já registraram ao menos 10 mil casos. A Coreia do Sul, que conseguiu controlar um primeiro pico de infeções, chegou hoje a 9.976 infectados pela doença. Ao menos 169 pessoas morreram no país asiático.Segundo o levantamento da universidade americana, 14 países já registraram ao menos 10 mil casos. A Coreia do Sul, que conseguiu controlar um primeiro pico de infeções, chegou hoje a 9.976 infectados pela doença. Ao menos 169 pessoas morreram no país asiático.

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site