Crime ambiental – duas pessoas são presas com caças e armas de fogo dentro de unidade de conservação

Propaganda do ar

prendeu duas pessoas nesta quinta feira, 11 de março, dentro da Unidade de Conservação Floresta Estadual de Rendimento Sustentado Rio Vermelho C, no município de Porto Velho, com 3 armas de fogos e dois animais silvestres mortos.

A equipe composta por policiais do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) e fiscais da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (SEDAM), localizaram duas pessoas em um barraco abandonado dentro da Unidade de Conservação. Junto com os dois indivíduos foram encontradas tres armas de fogo, sendo: uma espingarda calibre .28 com 14 cartuchos; uma epingarda calibre .32 com 07 cartuchos; e um revólver calibre .22 com 50 munições.

Também foi encontrado uma caixa de isopor com dois animais silvestres mortos. Um desses animais era um tatu e o outro, o infrator informou ser um porco queixada, porém não tinha como a equipe identificar, porque já estava sem a pele e cortado em pedaços.

Os dois infratores informaram que eram os donos das armas, porém não tinham nem o registro nem o porte. Sendo assim foi dado voz de prisão pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, matar animal da fauna silvestre e adentrar em Unidades de Conservação com instrumentos de caça. Os dois infratores foram apresentados na Central de Flagrantes juntamente com as armas e as munições, e os animais mortos foram incinerados.

A incineração de animais silvestres mortos, ocorre devido a medidas sanitárias, ou seja, como o animal encontrava-se livre na natureza, não é possível saber se está infectado com alguma doença que possa vir a transmitir para o ser humano.

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site