Jovem de 18 anos mata crianças e professores em escola do Texas no EUA

Propaganda do ar

Salvador Ramos foi identificado como o atirador que matou 19 pessoas em uma escola primária do Texas, nesta terça-feira (24)

Salvador Ramos foi identificado como o atirador que matou 19 pessoas em uma escola primária do Texas, nesta terça-feira (24), e depois morreu em tiroteio com a polícia. O jovem de 18 anos costumava postar imagens de armas em suas redes sociais. As autoridades confirmaram que ele era cidadão americano. A motivação do ataque ainda é desconhecida.

Jovem de 18 anos mata crianças e professores em escola do Texas; veja fotos

Ramos entrou na Robb Elementary School na cidade de Uvalde e começou a atirar. Ele matou 19 alunos e dois professores e depois morreu em um confronto com a polícia do Texas. Ele também teria atirado em sua avó antes de entrar na escola.

As fotos que circulam na internet de Ramos foram replicadas de sua conta no Instagram @salv8dor_, derrubada minutos após a revelação de sua identidade.

Após o encerramento da conta oficial do Instagram, várias contas falsas foram criadas em nome do atirador.

Quatro dias antes de cometer o massacre, o jovem de 18 anos postou em seu Instagram uma imagem de duas armas longas e marcou o usuário @epnupues, que não conhecia.

Minutos após o ataque, o usuário do Instagram postou uma conversa com o Salvador Ramos. Na conversa, Ramos o avisou para responder dentro de uma hora porque eu ia lhe contar um segredo.

A conversa começou no dia 12 de maio, quando -sem conhecê-la- Ramos escreveu para ela e perguntou se a jovem iria repostar os stories do Instagram com fotos de armas nas quais ele a marcava.

Na sexta-feira passada, a jovem lhe perguntou: “O que suas armas têm a ver comigo?” Ao que Salvador Ramos escreveu: “Só quero marcar você”.

” Obrigado por marcar você”, ele respondeu. “Não, isso só me assusta fr (para esquisito ou esquisito – maneira depreciativa de dizer fenômeno). “Eu mal conheço você e você me marca em uma foto com algumas armas”, concluiu a conversa naquele dia.

“A única razão pela qual eu respondi a ele foi porque eu estava com medo dele. Eu gostaria de ter ficado acordada para pelo menos tentar convencê-lo a não cometer seu crime. Eu não sabia”, justificou ela.

Por Cm7

Governo 10.06.2022 PI 37425

COMO VOCÊ AVALIA A GESTÃO DA PREFEITA CARLA REDANO EM ARIQUEMES?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site