Marcos Rocha dá à largada para a campanha de 2022

Propaganda do ar
blank

O Governador Marcos Rocha (PSL) realizou na manhã de sábado, 20, um grande encontro partidário para marcar o início da construção do União Brasil em Rondônia, partido que surge através da fusão entre o PSL e o DEM, do qual o Governador é presidente estadual.

MOVIMENTO

O encontro reuniu milhares de pessoas na capital, bem como partidos aliados, além de lideranças sociais, deputados estaduais, federais, prefeitos, vereadores e representantes da executiva nacional do partido.

INTERIOR

Comitivas de diversos municípios de Rondônia vieram à capital para prestigiar o evento. Em sua fala, Marcos Rocha reiterou suas ações gerenciais, seu compromisso com os municípios e destacou os avanços e conquistas do Estado.

FALTOU

O presidente nacional do União Brasil e do PSL, Luciano Bivar, que havia confirmado presença no evento não participou por estar hospitalizado em decorrência de um problema de saúde, contudo encaminhou vídeo consolidando apoio ao Governador Marcos Rocha e reiterando seu compromisso com o Estado de Rondônia.

AGRADECIMENTO

Marcos Rocha agradeceu a Bivar e ao presidente do DEM, ACM Neto, que não pôde participar por questões pessoais. “São líderes que estão fazendo história no país pela dedicação e luta pela manutenção da democracia e do bem-estar do nosso povo”, disse o Governador em seu discurso.

APOIO

Os partidos aliados que marcaram presença foram o Republicanos, Avante, Patriotas, PRTB, PSC, PL, PV, além de deputados membros de outros partidos que participaram do encontro endossando apoio ao Governador.

ENGAJAMENTO

Durante o evento, 20 prefeitos de Rondônia confirmaram filiação ao União Brasil, além de vereadores e membros da sociedade civil organizada.

INVESTIMENTO

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Rondônia (SENAI-RO) tem investido na aquisição de kits didáticos e containers, módulos compactos, para possibilitar aulas teóricas e práticas que atenda demandas de treinamentos e cursos de formação profissional nos 52 municípios do estado.

FACILIDADES

Os kits facilitam a viabilidade de cursos nas indústrias, sindicatos, em qualquer entidade preocupada com a qualificação profissional da sua população, o SENAI poderá atender as demandas com eficiência, mobilidade e qualidade.

AMPLA COBERTURA

O diretor regional do Senai-RO, Alex Santiago, ressalta que os kits são inovações que darão bastante mobilidade e por conseguinte ampliada abrangência para os cursos ministrados e a inclusão de novos programas no portfólio para atender as indústrias do estado.

JÁ ERA ESPERADO

As Estatísticas do Registro Civil, divulgadas anualmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), demonstram que houve um aumento histórico na variação de óbitos entre 2019 e 2020.

MAIS DE 10 MIL

Nos anos anteriores, o número varia em torno de 2% ao ano, mas, entre 2019 e 2020, houve aumento de 23%, passando de 8.473 para 10.426. Quando consideradas apenas as mortes naturais, que incluem doenças como covid-19, o aumento foi de 26,3%.

JUNHO

Analisando os números de mortes naturais, constata-se que o mês de junho apresentou a maior variação de 2019 para 2020: 78,7%. O mês de agosto registrou aumento de 58% no número de óbitos e julho subiu 57,9%.

VALE DO JAMARI

Entre os municípios rondonienses, quando comparados os números de óbitos ocorridos em 2020 com a média dos últimos cinco anos, as maiores variações aconteceram em Cujubim (62,5%), Itapuã do Oeste (51,4%), Porto Velho (51,1%), Parecis (50%) e Rio Crespo (46,2%).

HOMENS

Observou-se ainda que os homens morrem mais que as mulheres: eles foram responsáveis por 59,3% dos óbitos naturais e por 82,7% das mortes não naturais (que incluem acidente de trânsito, homicídios e suicídios).

HOUVE MENOS NASCIMENTOS

No ano de 2020, nasceram e foram registrados 25.577 bebês de mulheres residentes em Rondônia. O número de registro é o menor desde 2014. Deste total, 51,3% eram meninos e 48,7% eram meninas.

RONDONIENSES CASARAM MENOS

As Estatísticas do Registro Civil mostraram que houve uma queda de 17,9% no registro de casamentos em Rondônia, passando de doze mil registros em 2019 para dez mil em 2020. No Brasil, a queda foi de 26,1%, passando de 1,02 milhão casamentos em 2019 para 757 mil em 2020.

PONTUAL

Além da queda histórica no número de registros, foi possível observar o impacto da pandemia de COVID-19 durante os meses de 2020. O mês de março, início da pandemia, registrou 26,2% a menos que a média dos cinco anos anteriores. Já em abril, a queda foi de 50,8%.

DESTAQUE

Chama a atenção o fato de Rondônia apresentar uma taxa duas vezes maior que a brasileira de casamentos entre cônjuges de sexos diferentes de homens com idades entre 15 e 19 anos. Enquanto 2,2% dos casamentos no Brasil foram com homens nesta faixa etária, em Rondônia, o índice foi de 4,8%.

ESTADO CIVIL

Entre cônjuges de sexos diferentes, nota-se que 62,4% dos casamentos ocorridos e registrados em Rondônia foram entre pessoas solteiras; 11,7% entre homem divorciado e mulher solteira e em 11,6% os dois eram divorciados.

IGNORANDO O PERIGO

A Energisa mantém campanhas contínuas sobre segurança, mas ainda assim tem gente que ignora os riscos de tragédia. No bairro Ulisses Guimarães, zona Leste da capital, um rapaz foi flagrado fazendo ligação clandestina.

TRANQUILIDADE

Questionado sobre o perigo, o jovem disse que não havia risco nenhum pois os fios “estavam encapados”. Realmente é um absurdo ouvir isso, mas acontece e com muito mais frequência do que se imagina.

REGULARIZAÇÃO

Houve até uma diminuição no furto de energia por conta das campanhas educativas da empresa, mas ainda assim algumas pessoas ficam correndo riscos à toa.

OBRA

As fotos em destaque mostram a banalidade que é para o rapaz “instalar” os fios. Ele cravou um poste de madeira no chão e emendou dois fios na rede elétrica que passa próximo ao local onde ele mora. Não usa nenhum equipamento de segurança.

SEM PROTEÇÃO

Na sequência ele manuseia os fios com muita confiança de que nada pode dar errado. É impressionante a tranquilidade na hora do “serviço”. Nas fotos também dá para perceber a distância que os fios percorrem. Qualquer vento forte derruba tudo e põe em risco a vida de todos que passam pela região.

MORTES

Sò na região do Vale do Guaporé e Cone Sul, quatro pessoas morreram este ano ao encostar nos fios de alta tensão. Levantamento da Energisa aponta que a quantidade de acidentes com choque elétrico envolvendo a comunidade está 4 vezes maior do que em 2019. Em três anos já foram 23 acidentes, sendo 12 fatais.

TREINAMENTO

O gerente de segurança da Energisa, Carlos Alexandre, explica que os próprios eletricistas da empresa e outros técnicos responsáveis por instalações de rede passam por inúmeras horas de treinamento antes de mexer em qualquer fio ou transformadores.

TREINAMENTO 2

Desde que a Energisa chegou em Rondônia, já foram ministradas 300 mil horas em aulas práticas e teóricas com todos os colaboradores do estado. Ninguém entra na escala operacional da empresa sem estar devidamente capacitado.

ALERTA

O vídeo a seguir mostra o flagrante da ligação indevida, a tristeza da perda de um amigo, o alerta feito por radialistas do Vale do Guaporé e a afirmação de que até mesmo colaboradores da Energisa só manuseiam rede elétrica após muito preparo.

CANPANHA DE 13.11.2021 GOV DE RONDONIA

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site