Mídia corporativa culpa esquerda pelo fracasso das manifestações do MBL e da terceira via

A linha adotada por Folha, Globo e Estado foi atribuir o fiasco dos atos contra Lula e Bolsonaro convocados pelo MBL à “divisão das oposições”, quando, na verdade, a oposição liderada pelo ex-presidente Lula jamais poderia participar de um ato contra si própria e que pedia até “Volta, Temer.

O “editor invisível” que atua nas redações da mídia corporativa combinou a mesma versão para o fiasco dos atos deste domingo convocados pelo MBL, organização que atuou no golpe de 2016 e na ascensão do fascismo no Brasil, contra Jair Bolsonaro e também contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A causa do fracasso teria sido “a divisão das oposições”, como se fosse possível que a oposição participasse de um ato contra seu principal líder, o ex-presidente Lula, que lidera todas as pesquisas e tem chances reais de vencer as eleições presidenciais de 2022 em primeiro turno.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

[banner group='acima-de-politica']