OPERAÇÃO HÓRUS: Polícia Civil prende homem com 300 trouxinhas de cocaína e fecha laboratório caseiro em Rondônia

A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por intermédio do seu Departamento de Narcóticos-DENARC, deflagrou na tarde desta terça-feira (14/09), mais uma operação em combate ao tráfico de drogas na capital. A ação policial resultou na prisão de um homem(N.S.M. de 35 anos), apreensão de aproximadamente 1,5 quilo de cocaína e de um revólver calibre 38 com várias munições.

As investigações duraram meses e apresentaram indícios de que N.S.M. comandava uma boca de fumo na Zona Leste da Capital. As informações davam conta de que o suspeito recebia ordens um preso e que na casa dele funcionava um laboratório caseiro para fabricação da droga.

A Autoridade Policial, diante das informações, representou pelos mandados de busca na residência do suspeito e no presídio, os quais foram deferidos pela justiça.

Na tarde de hoje, os agentes do DENARC cumpriram a determinação judicial. Durante as buscas, eles localizaram 300 trouxinhas de cocaína na residência de N.S.M.

M.S.M., de 22 anos, foi preso e encaminhado ao sistema prisional onde permanecerá a disposição da justiça. Ele foi indiciado pelo crime de tráfico de drogas, se condenado, ele poderá pegar uma pena que varia entre 5 a 15 anos de reclusão e pagamento de multa de 500 à 1500 dias-multa.

Os agentes do DENARC participam da Operação Hórus, coordenada pelo Ministério da Justiça em combate à criminalidade na região de fronteira e segundo informações a droga apreendida foi trazida da Bolívia.

Fonte:  PC-RO

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

[banner group='acima-de-politica']