Polícia civil recupera gados furtado em assentamento

Propaganda do ar

A Polícia Civil do estado de Rondônia, por intermédio da Delegacia de Ouro Preto D´Oeste desencadeou neste sábado (24/04), uma operação em combate ao furto de gado na região central do estado. A ação policial resultou da recuperação de 13 cabeças de gado escondidas em um sítio no assentamento Margarida Alves, Km 04 da Linha 37, zona rural do município.

Segundo as investigações, na sexta-feira (23) chegou à Delegacia a notícia do furto ocorrido em um sítio de Ouro Preto D´Oeste-RO. No sábado, os agentes do Serviço de Investigação e Capturas – SEVIC já possuíam notícias de onde estariam escondidos os animais.

Diante das informações, o Delegado Niki Alves Locatelli representou pelo mandado de busca e apreensão na propriedade rural, sendo deferido pela justiça. Os agentes cumpriram o mandado na manhã do sábado (24) e recuperaram os animais. Não havia ninguém na propriedade.

A Polícia Civil acredita que no envolvimento de uma quadrilha que vai de agricultores até donos de açougues. As investigações irão continuar com objetivo de identificar e prender os envolvidos.
O delegado Niki Alves agradeceu o apoio da população, fundamental para elucidação deste crime. “Uma simples ligação para o 197 da Polícia Civil, ajuda muito o estado a promover a Segurança Pública. Neste caso, contribuiu para devolução dos animais ao proprietário.”, afirmou o delegado.

O delegado Thiago Flores, diretor do Departamento de Polícia do Interior – DPI, elogiou a expertise de toda equipe de Ouro Preto D`Oeste. “Nossos investigadores estão de parabéns. Não podemos tolerar o furto e receptação de animais em nossa região, cuja economia é alicerçada nas atividades do agronegócio.” Afirmou o diretor.

Propaganda do ar

Como você avalia a gestão do Governo Marcos Rocha?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site