INÉRCIA DE SECRETÁRIOS DO PREFEITO HILDON CHAVES COMEÇA A IRRITAR VEREADORES

24x31 banner gov

As frequentes vacilações de auxiliares do prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, não servem apenas para marcar na opinião pública uma imagem desfavorável do governo. Elas se prestam, também, para levar à opinião pública à insegurança e à perplexidade.

A inércia do secretário municipal de saúde, Alexandre Porto, por exemplo, tem sido motivo de críticas as mais diversas, inclusive de parlamentares da base aliada do prefeito. Na sessão de terça-feira (21), o vereador Jacaré (PSDC) propôs ao plenário que se convocasse o representante da Semusa para falar sobre a falta de médicos e medicamentos nas unidades de saúde.

Na segunda-feira (20), a vereadora Ellis Regina (PC do B) disse que estava revoltada com a maneira com que membros da equipe do prefeito vêm tratando servidores municipais, evidenciada numa sucessão de erros administrativos, que findam prejudicando a categoria. Para Ellis, a decisão de recorrer contra o pagamento do quinquênio foi uma bofetada na cara do funcionalismo, que há anos espera colocar a mão na grana.

No inicio deste mês, durante audiência pública, realizada no plenário da Câmara, para discutir os problemas de infraestrutura no residencial Orgulho do Madeira, foi a vez de o vereador Jair Montes dá um chega para lá na secretária municipal de regularização fundiária, Márcia Luna. Sem papas na língua, Jair pediu que a secretária deixasse de lado o discurso acadêmico e falasse, em linguagem simples e objetiva, para que todos compreendessem, o que a prefeitura ia fazer para resolver o problema dos moradores do local, isto é, parasse de embromação. Luna engoliu em seco, sem pestanejar.

Como qualquer normal, o prefeito Hildon Chaves não pode controlar todas as áreas do conhecimento, nem é essa a expectativa da população, mas ela tem o direito de exigir do comandante do município e de sua equipe de colaboradores um mínimo de coerência e firmeza nas decisões. Sem isso, evidentemente, disseminar-se-ão no seio da população, mais que o sentimento de impotência e descrédito, a insegurança e a perplexidade, que em nada o ajudarão na busca de soluções para os muitos problemas crônicos – e graves – com que se debate a sociedade.

Valdemir Caldas

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site