MEI fique atento no portal do contribuinte da Secretaria de Finanças

Propaganda do ar

MEI fique atento no portal do contribuinte da Secretaria de Finanças 

Você que é MEI, preste atenção! Ao se cadastrar na inscrição estadual, você fica obrigado a fazer o cadastro no portal do contribuinte também. E é necessário que fique de olho nesse portal, porque é lá que você vai acompanhar os impostos quando for comprar mercadoria de fora do estado. “Muitas vezes não é feito esse cadastro e só descobrem que estão em débito com o Estado quando já estão negativados ou quando o cartório notifica diz Cleonice Alves. A Sefin não manda guia de pagamento no endereço do MEI. Então fica de olho no portal” complementa a assessora contábil do Simpi. Na próxima Coluna Simpi a dica vai ser  “O que fazer quando chegarem os débitos que eu não sabia que tinha, lá da Sefin? Têm dúvidas? Pergunte ao Simpi no whats 69999330396 que respondemos!

Assista: https://youtu.be/uF0KyDJz-Ag

Venha fazer parte do Programa Empresa Campeã 

O Simpi anunciou um novo programa que tem por objetivo criar mecanismos de suporte a micro e pequenas empresas, auxiliando nas estratégias de compra, venda e entrega, passando pelas áreas de crédito, jurídica, tributária e contábil.  E a partir disso irá te ajudar a aumentar as suas vendas. Na coluna da semana passada apresentamos dois parceiros – o Banco do Povo que cuidará do crédito e o Simpi MT que nos orientará quanto a novos mercados para a compra e para venda.  Hoje apresentaremos mais dois parceiros, a empresa North Content, especializada em Marketing Digital que irá dar suporte nas mídias sociais de cada empresa que em conjunto com o Simpi irá cuidar de sites, e implantar as mídias sociais como Facebook e Instagram já com o nome e CNPJ’s das empresas. Outra setor importante é da assessoria de cursos, pois o objetivo maior é que o próprio microempresário e sua família façam as mídias da empresa. Já na área de logística contamos com a parceria no projeto do empresário Siárxeres Reges do segmento de entregas delivery, que   vai auxiliar os grupos nas informações sobre empresas   delivery e na logística dos serviços de forma integrada com as mídias socias, estoque e produção.

Assista: https://youtu.be/XxmvxEiMJ4Y

Aumento do PIB e as expectativas para os próximos trimestres  

O PIB (Produto Interno Bruto) está um pouco abaixo do que o mercado estimava. A expectativa do mercado era de um crescimento de 1,5%, contudo o IBGE registrou uma alta de apenas 1% nesse primeiro trimestre. Segundo o economista Otto Nogami, a atual conjuntura de crescimento econômico nos conduz a algumas observações importantes. A primeira diz respeito a Formação Bruta de Capital Fixo que apresentou uma queda de 3,5% nos investimentos comparativamente ao último trimestre de 2021.

De acordo com Otto, esse dado é preocupante porque o investimento é fundamental para o crescimento da economia do país. A medida que necessitamos crescer de maneira robusta a queda nos investimentos sinaliza dificuldades na atividade econômica nos próximos anos. Outro aspecto que merece atenção é o crescimento das exportações indicando a proeminências das commodities e matérias-primas brasileiras no mercado internacional.

O setor agropecuário teve queda de 4,8% no acumulado de quatro trimestres, diferente do setor de serviços que impulsionado pelo maior controle da pandemia de Covid-19 e o retorno das atividades presenciais, contribuiu positivamente para a atual performance do PIB.

Contudo, Nogami recomenda atenção ao aumento da taxa de juros que encarece o crédito e impacto o nível de consumo das famílias brasileiras. E a inflação que tira o poder de compra das pessoas, resultando também no baixo consumo. A medida que o governo tem dificuldade de controlar os preços da economia, naturalmente pode repercutir negativamente no desempenho do PIB nos próximos trimestres.

Assista : https://youtu.be/Gncz9Eudc7o

Convenções Trabalhistas: As regras foram alteradas  

O Supremo Tribunal Federal formou maioria pelo fim das ultras atividades das convenções coletivas de trabalho. Até a Reforma Trabalhista de 2017, Tribunal Superior do Trabalho havia firmado que as convenções coletivas de trabalho, mesmo após o prazo de vigência, sem acordo final teriam suas normas coletivas mantidas em vigor para empresas e funcionários.

Após 2017, ficou expresso na lei que as convenções e negociações coletivas não teriam mais o efeito da ultra atividade. Ou seja, no seu termo final não havendo renovação ou nova negociação se encerra a norma coletiva e se aplicaria apenas a CLT até uma nova convenção ou acordo coletivo firmado.

Essa decisão garante maior segurança jurídica a empregados e empregadores que querem realmente saber como tratar a não efetivação de uma norma coletiva quando já há data base. Com essa mudança, encerrando o prazo de vigência da norma coletiva passa a valer apenas a CLT. O advogado Marcos Tavares Leite destaca ainda que normas que facilitavam as negociações ficam vinculadas ao que está na Lei Ordinária pertinente a CLT.

Assista: https://youtu.be/H2iphC-oS40

Quase 70% das empresas ativas no país são MEI, em Rondônia ainda não 

Quase 70% das empresas em atividade no Brasil são formadas por microempreendedores individuais (MEI), divulgou hoje o Ministério da Economia. Segundo o boletim Mapa de Empresas, existem 13.489.017 MEI no país, de um total de 19.373.257 empresas ativas. e os dados mostram o sucesso das políticas de desburocratização e indicam que o país deixou de ser hostil ao empreendedorismo. No primeiro quadrimestre deste ano, o tempo necessário para abrir um negócio ficou em 1 dia e 16 horas, o que representa uma redução de 1 dia e 13 horas em relação ao primeiro quadrimestre de 2021. Nos quatro primeiros meses de 2022, foram abertas 1.350.127 empresas em todo o país, número 3,2% inferior ao registrado no primeiro quadrimestre de 2021.  Em Rondônia ao contrário dos números  a nível nacional houve um crescimento  no números de Mei’s  de 15.04%  passando de 67.794 empresas  no 1º quadrimestre de 2021 para 79.796 empresas em 2022, mas só representam  65.94%  das empresas ativas no estado. Já na comparação por setores, a maior parte das empresas atua no setor de serviços: 48,9%, segundo o boletim. Em seguida, vêm o comércio (32,6%), a indústria de transformação (9,3%), a construção civil (7,9%), a agropecuária (0,7%), a indústria extrativa mineral (0,1%), e outros setores (0,5%).

GOV ERNO 03/06/2022

COMO VOCÊ AVALIA A GESTÃO DA PREFEITA CARLA REDANO EM ARIQUEMES?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Almi Coelho

Almi Coelho

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site