COMISSÃO TEMPORÁRIA ESPECIAL SOBRE HOSPITAL DE CÂNCER TEM PRIMEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA

24x31 banner gov

O presidente da Comissão Temporária Especial, Hermínio Coelho (PDT), que terá a finalidade de averiguar denúncia do não credenciamento do Hospital de Câncer da Amazônia (HCA) pelo Ministério da Saúde, por ingerência política, abriu a primeira reunião ordinária nesta segunda-feira (20), no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

Participaram da reunião os deputados Geraldo da Rondônia (PHS) e Só na Bença (PMDB), tendo sido justificada a ausência dos deputados Dr. Neidson (PMN) e Alex Redano (PRB) que também compõe a Comissão.

 

Hermínio colocou em pauta a votação para os demais membros do convite para que o presidente da Fundação Pio XII do Hospital de Câncer da Amazônia, Henrique Prata, participe da próxima reunião ordinária, na próxima segunda-feira (27) para prestar os devidos esclarecimentos relacionados a esta denúncia.

 

Segundo o presidente Hermínio, o relatório da comissão será encaminhado para Brasília, ao Ministério da Saúde, e destacou que o não credenciamento do HCA é um ato criminoso contra a população de Rondônia.

 

O deputado Geraldo da Rondônia disse que é preciso sim, investigar o que está acontecendo, pois sua importância para a economia do Estado e para os pacientes é imprescindível, pois aproximadamente 35% dos tratamentos do câncer tem necessidade de se deslocar para Barretos para continuidade.

 

O parlamentar ressaltou que parece que o dono do hospital é o secretário de Estado de Saúde, “tamanha é a defesa dele em detrimento do HCA. O sistema tem de somar, jamais diminuir o atendimento à população”, destacou.

 

O deputado Só na Bença ressaltou que com o credenciamento do “Barretinho” irá reduzir o número de pacientes que terão de se deslocar através do Tratamento Fora de Domicílio (TFD), representando além da economia para o Estado, maior conforto aos pacientes.

 

Hermínio Coelho destacou, que segundo o que foi dito só se poderia credenciar um hospital por unidade estadual. “O grande problema é que o Hospital São Pelegrino com o credenciamento do Barretinho deixará de ser útil ao Estado, pois ele realiza um trabalho superficial, não tem e nem terá a tecnologia da nova unidade”.

 

Segundo Hermínio, enquanto se fica neste jogo de poder, “muitas pessoas podem morrer neste jogo de braço entre governo e hospitais” finalizou.

 

Autor: Geovani Berno                                                                    

24x31 banner gov

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
airton

airton

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens. Nós usamos cookies em nosso site para oferecer a melhor experiência possível.

Para mais informações sobre e-mail
[email protected] whatsapp(69)984065272

Comentários

Com muito ❤ por go7.site